Escolha uma Página

O FLUMINENSE PODE SER CAMPEÃO da Taça Guanabara se vencer o Resende, amanhã (5), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, porque somará 27 pontos e não será alcançado por nenhum outro concorrente, faltando só mais uma rodada. Mas, o procurador do Tribunal de Justiça Desportiva entrou com pedido de medida cautelar para a taça não ser entregue.

OS ORGANIZADORES DO CAMPEONATO aguardam a decisão da doutora Renata Mansur, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva, que deve ser anunciada na tarde de hoje (4). Com o inquérito ainda em fase de investigação, não há garantia de julgamento, antes do término do campeonato, e os observadores acreditam que a tendência é pelo arquivamento do processo.

O PROCURADOR do Tribunal de Justiça Desportiva, André Valentim, denunciou e enquadrou o Fluminense em artigo do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que se refere à prática de ato discriminatório. O jogador Gabriel, do Flamengo, disse ter sido chamado de macaco por um torcedor, na saída do campo, após a vitória do Fluminense por 1 x 0, dia 6 de fevereiro.

O FLUMINENSE ADOTOU POSTURA CORRETA, pedindo a apuração urgente da denúncia, mas ainda não houve qualquer prova de que o jogador tenha sido ofendido pelo termo que mencionou. O presidente do Fluminense reafirmou que o clube é frontalmente contrário a qualquer tipo de ofensa, tanto que criou a frase “O clube de todos”.

COM A DEFINIÇÃO DO OLÍMPIA como adversário, e o primeiro jogo da decisão da vaga para a fase de grupos da Libertadores marcado para a próxima 3ª feira (8), o técnico Abel Braga deve mesclar a equipe, poupando a maioria dos titulares do jogo de amanhã (5) com o Resende. O Fluminense planeja boa vantagem, a fim de viajar mais tranquilo para o jogo no Paraguai.