Escolha uma Página

O CAMPEONATO BRASILEIRO voltou a ter um artilheiro estrangeiro depois de 50 anos. O argentino German Cano, de 34 anos, superou neste domingo (12), com 26 gols, o uruguaio Pedro Virgilio Rocha, de 29 anos, que marcou 17 gols em 1972, mas teve que dividir o prêmio com Dario, então com 26 anos, do Atlético Mineiro. 

ÍDOLO DO FLUMINENSE, German Cano não só bateu o recorde dos últimos 16 anos do Campeonato Brasileiro, mas também se tornou o recordista em uma temporada, com 44 gols, superando os 43 de Neymar, em 2012 no Santos, e de Gabriel, em 2019 no Flamengo. Cano é a nova camisa que tem cheiro de gol do futebol brasileiro.

OS 44 GOLS QUE MARCOU em 2022 dão também a German Cano o recorde de maior artilheiro estrangeiro do Fluminense e o incluem em 7º, entre os 10 principais da história centenária do clube, tais como Hércules, do tricampeonato carioca de 36-37-38, e Flávio, campeão carioca de 69 e 71.

CANO SÓ ESTÁ DISTANTE de Waldo Machado da Silva, maior artilheiro do clube, com 319 gols, nenhum de pênalti, em 403 jogos, campeão carioca de 1959 e do Torneio Rio-São Paulo de 1957, em que foi o Fluminense foi o primeiro carioca campeão (invicto), depois de nove anos de títulos dos times paulistas.

OUTRO FEITO IMPORTANTE de Cano, neste domingo (13) da última rodada do Campeonato Brasileiro de 2022, foi o gol do 1 x 0 no Bragantino, aos 31 minutos do 1º tempo, o da primeira vitória do Fluminense em Bragança Paulista, após 2 empates e 4 derrotas no estádio Nabi Abi Chedid.

OUTRA GRANDE MARCA: após 12 anos, German Cano tornou-se o segundo a disputar todos os 38 jogos do Campeonato Brasileiro, depois de outro argentino, o meia Dario Conca, então aos 27 anos, campeão e craque de 2010, sob a direção de Muricy Ramalho, que ganhou o 4º título, após o tri 2006-07-08 no São Paulo. 

CANO E O VOLANTE ANDRÉ ganharam o prêmio e entraram na seleção dos melhores do Campeonato Brasileiro de 2022. Pelo 3º lugar, o Fluminense vai receber o prêmio de R$40.500 mil, o que levou o clube a bater a meta do ano, com todos os pagamentos em dia, e a vaga direta na fase de grupos da Libertadores 2023.

O FLUMINENSE teve mais uma vitória (21) que o vice-campeão Internacional, e só menos duas vitórias que o campeão Palmeiras, com quem empatou no turno e no returno (1 x 1). Em casa: 12 vitórias (5 sem sofrer gol), 3 empates, 4 derrotas, 39 gols pró, 20 contra. Visitante: 9 vitórias (7 sem sofrer gol), 4 empates, 6 derrotas, 24 gols pró, 21 contra.

ALÉM DA PERMANÊNCIA do técnico Fernando Diniz, que em março completará 49 anos, o Fluminense vai estender até 2025 o contrato do meia Ganso, no clube desde 2019, e manter os principais jogadores para a campanha de 2023. Na opinião do técnico, que planeja pedir poucos reforços, a base de 2022 é muito boa.

Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense