Escolha uma Página

NA VOLTA AO MARACANÃ, o Fluminense manteve a liderança do Carioca, com três pontos sobre o Nova Iguaçu (17 a 14), que venceu o Madureira (1 x 0) e assumiu a vice-liderança, que o Flamengo, com 12, pode recuperar amanhã (10), no Maracanã, em jogo atrasado da 3ª rodada com o Volta Redonda.

NÃO FOI FÁCIL para o bicampeão carioca furar a retranca do Sampaio Corrêa, diante de 25 mil torcedores, a maioria já bem impaciente e que só sentiu alívio aos 30 minutos do 2º tempo. Renato Augusto, que completou 36 anos, lançou na cabeça de Lelê, que deu assistência para o argentino Cano finalizar de canhota no alto.

OS LÍDERES INVICTOS: Fabio, Guga (Antonio Carlos), Felipe Melo (Lelê), Tiago Santos (Renato Augusto) e Marcelo (Diogo Barbosa); André, Martinelli e Ganso; Arias, Cano e Keno (Douglas Costa, pouco acionado na estreia). Samuel Xavier sentiu dores no joelho no aquecimento; Guga, que o substituiu, sentiu dores na perna e pediu para sair nos minutos finais.

O FLUMINENSE voltou ao Maracanã, depois de quase 75% de aproveitamento em 2023, ano de sua maior conquista, a da primeira Libertadores, com vitória expressiva sobre o campeão Boca Juniors, depois do bicampeonato carioca com a goleada (4 x 1) no Fla-Flu. Em 37 jogos, 24 vitórias, 8 empates, 5 derrotas.

OS PRÓXIMO QUATRO jogos do Fluminense serão no Maracanã, com Vasco, Madureira, Flamengo (última rodada da Taça Guanabara) e a decisão da Recopa Sul-Americana com a LDU.

REGISTRO COM ALEGRIA a excelente atuação do trio feminino na arbitragem de Fluminense 1 x 0 Sampaio Corrêa. Rejane Caetano da Silva, carioca de 37 anos, professora de Educação Física, árbitra Fifa, e suas assistentes Lilian da Silva Fernandes Bruno e Thayse Marques Fonseca, corretas em todas as decisões.

Fotos: Terra e Marcelo Gonçalves/Fluminense