Com os 4 x 1 deste sábado (10), no Castelão, sobre a Chapecoense, o Ceará soma 20 pontos com 6 vitórias em oito jogos em casa, e ultrapassa Bahia, Botafogo e Atlético Paranaense com 19, saindo do décimo primeiro e pernoitando em oitavo lugar, à espera dos resultados. O meia Tiago Galhardo, ex-Vasco, foi o destaque com três gols e é o artilheiro do time em 2019 com 14.

DOMÍNIO TOTAL – O Ceará foi absoluto e já saiu para o intervalo com o gol de Tiago Galhardo, aos 51, no último minuto dos acréscimos, completando de cabeça a falta bem batida pelo lateral-direito Cristovam, estreante que substituiu Samuel Xavier, pela primeira vez suspenso pelo acúmulo de cartões. O Ceará teve um gol bem anulado por impedimento do meia Wescley, aos 12 minutos, confirmado pelo árbitro de video.

QUATRO MINUTOS – Na volta do intervalo, o Ceará liquidou o jogo em quatro minutos. Felipe Cardoso aproveitou a falha do zagueiro Gum e marcou o segundo gol com chute forte aos 12. Tiago Galhardo, aos 16, converteu o pênalti do lateral-esquerdo Bruno Pacheco no lateral-direito Cristovam, levando ao delírio os torcedores do Vovô.

A CHAPECOENSE conseguiu diminuir com o gol de Renato Kayzer, aos 44, mas o Ceará ainda teve tempo de fazer o quarto gol, coroando a noite de ouro do meia Tiago Galhardo aos 45. Foi o segundo jogo do Brasileirão 2019 em que o vice-campeão cearense marcou quatro, como na estreia, nos 4 x 0 sobre o CSA.

SEGUNDA VEZ – Depois de vencer (2 x 1) o arquirrival Fortaleza na rodada anterior e de ganhar (4 x 1) da Chapecoense, foi a segunda vez no Brasileirão 2019 que o Ceará conseguiu duas vitórias consecutivas. Antes, havia vencido o Grêmio na quinta rodada e o Avaí, na rodada seguinte (2 x 1).

A CHAPECOENSE voltou ao Castelão para jogar com o Ceará depois de seis anos e ainda não conseguiu vencer. Quando estavam na Série B, a Chapecoense perdeu a invencibilidade de 10 jogos, na grande virada (3 x 1) do Ceará, na noite da terça-feira 30 de julho de 2013, com os gols de Anderson MarquesMagno Alves e Leo Gamalho, após o gol de Fabinho para os catarinenses, que não só perderam a invencibilidade, mas também a liderança na décima primeira rodada.

CEARÁ – Diogo Silva, Cristovam (William Oliveira, 21 do segundo tempo), Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho, Wescley (Leandro Carvalho, 22 do segundo tempo), Ricardinho e Tiago Galhardo; Lima (Chico, 39 do segundo tempo) e Felipe Cardoso. Técnico – Enderson Moreira. O Ceará será visitante no próximo jogo, domingo (18), com o São Paulo, no Morumbi.

CHAPECOENSE – Tiepo, Eduardo, Gum, Maurício Ramos (Hiago, 35 do segundo tempo) e Bruno Pacheco; Marcio Araújo, Gustavo Campanaro, Augusto (Renato Kayzer, intervalo) e Camilo; Arthur Gomes e Henrique Almeida (Diego Torres, 19 do segundo tempo). Técnico – Emerson Cris. O próximo jogo da Chapecoense fechará a décima quinta rodada, domingo (18), às 19 horas, com o Avaí, em Chapecó.

Foto: O Povo Online