A Chapecoense voltou a vencer depois de oito jogos, mas não conseguiu deixar a zona de rebaixamento com o 1 x 0 da noite deste domingo (18) sobre o lanterna Avaí – único sem vitória após quinze rodadas -, na Arena Condá, em Chapecó. O gol foi de Everaldo, aos 28 do segundo tempo, convertendo pênalti que sofreu ao ser derrubado por um carrinho do zagueiro Betão, que o deixa isolado como vice-artilheiro com 8 gols.A Chapecoense subiu uma posição e terminou a rodada em décimo sétimo lugar com 13 pontos, trocando de posição com o Fluminense, que perdeu (1 x 0) do CSA no Maracanã e agora é antepenúltimo com 12 pontos. O CSA é penúltimo com 11 e o Avaí, lanterna com 6. A propósito e antes que me esqueça, uma boa pergunta: o que faz o Avaí no Campeonato Brasileiro da Série A?

CHAPECOENSE – Tiepo, Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Marcio Araújo, Augusto (Renato Kayzer), Gustavo Campanharo (Amaral) e Camilo (Aylon); Arthur Gomes e Everaldo. Técnico – Emerson Cris. A Chapecoense soma 13 pontos – 3 vitórias, 4 empates, 8 derrotas, saldo negativo de 11 gols (16 a 27) – e será visitante no próximo jogo, dia 26, com o Botafogo, no estádio Nilton Santos.

AVAÍ – Vladimir, Yuri (Gegê), Betão, Marquinhos Silva e Igor Fernandes; Pedro Castro, Richard Franco (Douglas) e João Paulo (Bruno Savio); Caio Paulista, Lourenço e Brener. Técnico – Alberto Valentim. O Avaí completou 18 jogos sem vitória em 2019. A última vez que venceu foi em 7 de abril – 1 x 0 na Chapecoense – pelo campeonato estadual catarinense. No Brasileirão, em 15 jogos, 6 empate, 9 derrotas, 7 gols marcados e 21 sofridos. 

ÚLTIMO MINUTO – O único cartão amarelo em Chapecoense 1 x 0 Avaí foi aplicado no minuto final pelo árbitro Luiz Flavio Oliveira, da Federação Paulista e da FIFA. O advertido foi o meia Aylon, da Chapecoense. Na Arena Condá, R$130.490,00. 7.027 pagantes.

Foto: Superesportes