Na estreia do zagueiro Gum com a camisa da Chapecoense, depois de nove anos vestindo a do Fluminense, o vice-campeão de Santa Catarina começou bem o Brasileirão 2019, ao vencer (2 x 0) o Internacional, vice-campeão gaúcho, na noite de ontem (27), na Arena Condá, em Chapecó, sob muita chuva, no oeste catarinense. O atacante Everaldo fez um gol no final de cada tempo, o primeiro de pênalti, depois que o árbitro recorreu ao VAR para confirmar o toque do zagueiro Emerson.A Chapecoense manteve o tabu de nunca ter perdido para o Internacional na Arena Condá. Foi o quinto jogo e a quinta vitória do time catarinense, que em seus domínios já trata o adversário como “um grande freguês”.

MAIS PELO MEIO – Choveu forte em Chapecó e as condições pesadas do gramado da Arena Condá obrigaram os times a utilizar mais as jogadas pelo meio, de vez que as laterais foram mais prejudicadas. O gol de Everaldo, aos 42 do primeiro tempo, só foi confirmado depois que o árbitro paulista Raphael Claus fez a revisão, após marcar apenas escanteio. O árbitro de video mostrou o toque do zagueiro Emerson, único do Internacional advertido com cartão amarelo. A cobrança demorou quatro minutos e Everaldo só converteu o pênalti aos 46. 

DECISÃO NO FIM – Durante todo o segundo tempo o jogo continuou em aberto, com chances iguais. O segundo gol de Everaldo foi aos 42, de virada, em chute rasteiro no canto esquerdo, sem chance para o goleiro carioca Marcelo Lomba, ex-Flamengo. O objetivo da Chapecoense, nunca rebaixada em oito participações no Brasileirão, é de se manter na Série A. Em 2018 ficou em décimo quarto lugar. O time estreou com vitória, três dias após ser eliminado da Copa do Brasil pelo Corinthians.

CHAPECOENSE – Tiepo, Eduardo, Gum, Douglas e Bruno; Marcio Araújo, Diego Torres (Amaral, 22 do segundo tempo), Gustavo Campanharo e Alan Ruschel (Aylon, 19 do segundo tempo); Régis (Renato, 32 do segundo tempo) e Everaldo, que tem o sobrenome Stum, é gaúcho de Garibaldi, 27 anos, 1,81m e está no clube desde janeiro. Técnico – Ney Franco. Quarta (1) a Chape jogará com o Corinthians, na Arena Corinthians. O zagueiro Douglas foi o único advertido com cartão amarelo.

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba, Bruno, Roberto, Emerson (Moledo, 23 do segundo tempo) e Uendel; Rodrigo Lindoso, Nonato e Camilo (Jonathan Alvez, 8 do segundo tempo); William Pottker (Sarrafiore, 16 do segundo tempo), Rafael Sóbis e Neilton. Técnico – Oldair Hellmann. O último título foi em 1979, quando o Inter se tornou o único campeão brasileiro invicto. Na segunda rodada, o Inter jogará quarta (1) com o Flamengo, na Arena Beira Rio em Porto Alegre.

Foto: reprodução