Escolha uma Página

Aguero, Zinchenko e Fabinho comemoram 3º gol do City / msn.com / getty images

Depois de duas derrotas consecutivas – 3 x 2 em casa para o Crystal Palace e 2 x 1 fora para o Leicester -, o Manchester City voltou a vencer neste último domingo do ano e recuperou a vice-liderança da Premier League, com os 3 x 1 sobre o Southampton, no St.Mary’s Stadium, com a lotação máxima de 32.689 torcedores, no sudeste inglês. O técnico espanhol Pep Guardiola destacou a volta do apoiador Fernandinho, ausente dos dois jogos, enquanto se recuperava de lesão muscular.

Getty Images

“Fernandinho é de uma importância muito grande porque dá segurança à defesa e confiança ao ataque, principalmente nas saídas rápidas, além de ser um marcador eficiente e que raramente comete falta” – disse o técnico, que também escalou desde o início o goleiro Ederson e o lateral Danilo, ambos reservas da seleção brasileira. Gabriel Jesus só entrou no segundo tempo, no lugar do argentino Sergio Aguero, autor do terceiro gol, mas não teve bom desempenho.

FILHO DO SEGURANÇA – O City fez 1 x 0 logo aos 10 minutos, gol do meia canhoto espanhol David Silva, 1,69m, que dia 8 de janeiro vai completar 33 anos. Bom dizer: ele jogou de 2004 a 2010 – 29 gols em 161 jogos – no Valencia, onde seu pai, Fernando Jimenez, trabalhava como segurança. O Southampton empatou aos 37, com o gol do meia dinamarquês Pierre-Emile Hjbjerg, 23 anos, deslocando o goleiro Ederson. O zagueiro James Prowse fez gol contra aos 45, e Aguero marcou o terceiro aos 48 minutos.

EXPULSÃO – O árbitro Paul Tierney expulsou o meia Hojbjerg, autor do gol do Southampton, por um carrinho em Fernandinho, aos 40 do segundo tempo, e mostrou cinco amarelos para Danilo, Aguero e o zagueiro Kompany, capitão do City, e para Austin e Bednarek, do Southampon. O goleiro Ederson teve boa atuação, evitando gol de cabeça de Austin, quando estava 1 x 0, e o inglês Alex McCarthy, 29 anos, 1,93m, no Southampton desde 2016, fez defesas notáveis que livraram o time de uma goleada.

ATAQUE x DEFESA – O Liverpool, líder e único invicto, visita o Manchester City na próxima quinta (2 de janeiro), no Etihad Stadium, no noroeste inglês, onde os observadores acreditam que o título de 2018-2019 pode ser decidido, se o Liverpool vencer, o que lhe daria 10 pontos de vantagem sobre o vice-líder. O Liverpool tem 54 pontos – 17 vitórias, 3 empates -, a defesa menos vazada (8 gols em 20 jogos), e o City soma 47 pontos – 15 vitórias, 2 empates, 3 derrotas -, com o ataque mais positivo (54) e a segunda melhor defesa (16), igual à do Chelsea FC, de Londres. 

TITANIC, 107 ANOS – O Southampton FC, 133 anos (21/11/1885), inspirou o Bangu AC, 114 anos, fundado nove anos depois, em 17/4/1904, a criar a camisa em listras verticais brancas e vermelhas, como a do time inglês. Outra história: de Southampton, maior cidade portuária da Inglaterra, partiu em 10/4/1912, com destino ao porto de Nova York, o transatlântico Titanic – 3.843 metros de comprimento, 28 metros de largura e 53 metros de altura -, que afundou quatro dias depois, ao bater em um iceberg. Morreram todas as 1.500 pessoas que estavam a bordo e os destroços só foram encontrados 73 anos depois, em 1985.

CHELSEA EM QUARTO – Enquanto o City recuperou a vice-liderança com 47 pontos e o Tottenham caiu para terceiro com 45, o Chelsea venceu (1 x 0) o Crystal Palace, no Shelhurst Park, no distrito de Croydon, em Londres, com o gol do meia campeão do mundo N’Golo Kanté, parisiense de 27 anos, aos seis minutos do segundo tempo, e manteve o quarto lugar com 43 pontos. O zagueiro David Luiz e o apoiador Jorginho atuaram bem, mas o meia Willian, da seleção brasileira, não fez bom jogo

TERCEIRA CONSECUTIVA – Desde a saída do técnico José Mourinho, o Manchester United, agora dirigido pelo norueguês Gunnar Solksjaer, seu ex-meia, obteve neste domingo (30) a terceira vitória consecutiva, com outra goleada: 4 x 1 no Bournemouth, diante de 55 mil torcedores, lotação máxima do Old Trafford. O francês Paul Pogba, que estava brigado com Mourinho, fez os dois primeiros gols. Rashford e Lukaku, com assistência de Pogba, completaram a goleada, após 3 x 1 no primeiro tempo.

A ÚLTIMA VEZ que o Manchester United havia feito 12 gols em três jogos havia sido em dezembro de 2011. Desde a saída de Mourinho, Paul Pogba recuperou o ânimo e marcou quatro gols nos últimos três jogos, além de dar três assistências. Manchester United 4 x 1 Bournemouth foi apitado por Lee Mason, 47 anos, que desde 2006 integra o grupo seleto de árbitros da Premier League. Ele expulsou o zagueiro Eric Bailly, do United, por falta dura no atacante Fraser, aos 33 do segundo tempo.

NO OUTRO JOGO deste último domingo de 2018, o Burnley ganhou em casa (2 x 0) do West Ham, mas não conseguiu deixar de ser o primeiro dos três últimos, que são rebaixados. Foi a quarta vitória do time no Turf Moor Stadium – 32 mil lugares -, com os gols de Chris Wood e Dwight McNeil. O Burnley FC é um dos 12 fundadores da Liga Inglesa, em 1888, seis anos após sua fundação em 1882. Só foi duas vezes campeão, em 1920-21 e 1959-60.