Escolha uma Página

Além de Flamengo e Fluminense, o futebol do Rio só terá mais um time com chance de ganhar a Copa do Brasil de 2020 porque o sorteio da tarde desta terça (1) colocou frente a frente Vasco e Botafogo, que fará o primeiro jogo em seu estádio Nilton Santos. O que for eliminado perderá também o direito aos R$2.600 mil e aos prêmios das fases seguintes, que poderão chegar a mais de R$70 milhões ao campeão. O Vasco só ganhou a Copa do Brasil em 2011 e o Botafogo perdeu sua única final em 1999.

FLUMINENSE – Campeão da Copa do Brasil pela única vez em 2007, o Fluminense fará o primeiro jogo da quarta fase no Maracanã e o segundo no estádio Olímpico, em Goiânia, com o Atlético Goianiense. Nos outros jogos, a Ponte Preta receberá o América Mineiro em Campinas e depois irá a Belo Horizonte. O Juventude, campeão pela única vez em 99, será mandante no primeiro jogo com o CRB e irá na volta a Maceió, o mesmo acontecendo com o catarinense Brusque, que fará o segundo jogo com o Ceará em Fortaleza.

O SEGUNDO – O Grêmio poderá igualar os seis títulos do Cruzeiro, maior vencedor da Copa do Brasil, enquanto Flamengo, Palmeiras e Corinthians, com três, só poderão ficar mais perto do Grêmio, segundo com quatro conquistas. Os jogos da quarta fase serão em 16 e 23 de setembro, e os jogos das oitavas de final estão previstos para 28 de outubro e 4 de novembro, já então com a participação dos que estão na Libertadores, e de Fortaleza, Bragantino e Cuiabá.

LIBERTADORES – Atual campeão e único do Rio na Libertadores 2020, o Flamengo fará dois dos três jogos de setembro como visitante, no Equador, dia 17, em Quito, com o Independiente del Valle,e dia 22, em Guaiaquil, com o Barcelona. Dia 30, no Maracanã, o Flamengo fará o jogo de volta com o Independiente del Valle. A Conmebol ampliou as restrições, com o máximo de 50 pessoas, por clube, entre as 270 que poderão entrar no estádio. 

BEM AFETADO – O panorama preocupa em todo o continente, mas a situação é mais séria na Colômbia, onde os jogos só serão reiniciados uma semana antes da volta da Libertadores, dia 15. O Boca Juniors, seis vezes campeão, finalista de 2019, quando perdeu para o Flamengo (2 x 1, de virada), está entre os mais atingidos dos grandes clubes, com vinte casos de infecção. Por isso, a lista de jogadores foi ampliada de 30 para 40, a cada jogo, por decisão da Conmebol.

RESTRIÇÕES – O protocolo dos jogos no reinício da Copa Libertadores, no próximo dia 15, será observado ainda com mais rigor. Os times terão que entrar em campo separados, sem aperto de mão nem troca de flâmulas entre os capitães. Na comemoração do gol, os jogadores não poderão se abraçar nem beijar a bola. Cuspir no gramado é outra das proibições, assim como será obrigatório o uso de máscaras da comissão técnica e de todos os jogadores que estiverem no banco de reservas.

Foto: Portal do RMC