Escolha uma Página

COM O FLAMENGO EM QUINTO, HÁ QUATRO JOGOS SEM VENCER E A 13 PONTOS DO LÍDER ATLÉTICO MINEIRO, o clima é muito tenso em torno do jogo deste último sábado (30) de outubro, em que nova derrota implicará na demissão do técnico Renato, por pressão e imposição dos torcedores. O Flamengo ainda não contará com Arrascaeta e David Luiz, em recuperação, e não terá Diego, suspenso, e Filipe Luis, com problema muscular no treino final de ontem (29).

OS PROBLEMAS AUMENTARAM no Flamengo, depois da eliminação da Copa do Brasil, em que o time perdeu por 3 x 0 para o Athletico Paranaense no Maracanã, onde os torcedores hostilizaram o técnico e ameaçaram parentes de alguns jogadores. Renato chegou a entregar o cargo, mas os dirigentes não aceitaram. É esperada a mesma postura do técnico, se o time voltar a perder, o que acabaria de vez com qualquer chance de ganhar o Brasileiro de 2021.

A PREOCUPAÇÃO TAMBÉM CRESCE, à medida que se aproxima 27 de novembro, dia da final da Libertadores, em jogo único no Uruguai, com o Palmeiras, atual campeão. Os dirigentes do Flamengo olham em todas as direções e sabem que a reação de revolta dos torcedores aumentará como uma bola de neve. O clube vincula o valor técnico dos títulos com o lado financeiro, já em prejuízo pela ausência na decisão da Copa do Brasil. 

O ATLÉTICO MINEIRO CULPOU O FLAMENGO pela demora na resposta sobre a liberação dos ingressos de visitantes para o jogo de hoje (30), depois de obter decisão favorável do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, através de ação liminar. Em nota, o campeão mineiro foi duro na crítica ao presidente do Flamengo, que ignorou ligações e mensagens do presidente do Atlético, demonstrando espírito antiesportivo e forma arrogante na condução do assunto. 

O FLAMENGO TAMBÉM TERÁ OUTRO PROBLEMA GRAVE para resolver. A Defensoria Pública do Rio de Janeiro recorreu ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal para restabelecer parte da ação que busca reparação das 10 famílias das vítimas do incêndio do Ninho do Urubu, na madrugada de 8 de fevereiro de 2019. A Defensoria mantém decisão de primeiro grau, que fixou a indenização em R$10 mil mensais e o Flamengo só paga R$5 mil. 

FLAMENGO x ATLÉTICO MINEIRO, às 19 horas, no Maracanã, terá arbitragem de Anderson Luis Daronco, da Federação Gaúcha. O Flamengo tem dúvida na lateral-esquerda e no meio-campo, devendo o time provável ser com Diego Alves, Isla, Rodrigo Caio, Leo Pereira e Renê ou Ramon; Arão, Andreas, Everton Ribeiro e Michael ou Vitinho; Gabriel e Bruno Henrique.

O TÉCNICO CUCA ANTECIPOU A FORMAÇÃO, apenas com uma dúvida na lateral-direita, entre Mariano e Guga. A equipe vai iniciar com Everson, Mariano ou Guga, Nathan Silva, que não joga a Copa do Brasil por já ter atuado na fase de grupos pelo Atlético Goianiense, Junior Alonso e Arana; Alan Franco, Jair, Zaracho e Nacho Fernandez; Keno e Hulk. O atacante Diego Costa é uma das opções, de acordo com as circunstâncias, para o transcurso do jogo.

Foto: UOL Esportes