A temperatura subiu na área técnica do Fluminense aos 19 minutos do segundo tempo, depois que o meia Ganso foi substituído por Daniel, e discutiu com o técnico Oswaldo de Oliveira. O ex-apoiador Marcão, hoje assistente-técnico, interveio para evitar que Ganso agredisse o treinador, na noite desta quinta (26), no Maracanã.

GOL CONTRA – O Fluminense só conseguiu escapar da derrota para o Santos no último lance do primeiro tempo, com o gol contra do zagueiro Lucas Veríssimo aos 48 minutos. O venezuelano Soteldo fez 1 x 0 aos 40, após driblar com facilidade o lateral Gilberto e o zagueiro Nino, que reapareceu depois de cumprir suspensão.

 Foto: FramePhoto / IDE GOMES / FramePhoto / AGÊNCIA

JOGO RUIM – O Santos se apresentou um pouco melhor no primeiro tempo, mas caiu muito de rendimento na volta do intervalo. O Fluminense apresentou reação tímida no segundo tempo, mas sem poder ofensivo para decidir. Foi o quinto empate do Santos, que se manteve em terceiro com 38 pontos, 10 abaixo do líder Flamengo.

TRÊS EXPULSOS – O atacante Marinho, do Santos, foi pivô das duas primeiras expulsões. Atingido no rosto pelo zagueiro Digão, aos 27 do segundo tempo, expulso após revisão do árbitro de video, e por um carrinho forte que levou do zagueiro Frazan, aos 47. O próprio Marinho acabou expulso nos acréscimos, por falta dura em João Pedro, aos 53.

FLUMINENSE – Muriel, Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri Lima, Allan e Ganso (Daniel, 18 do segundo tempo); Nenê (Frazan, 29 do segundo tempo), Yony Gonzalez (Wellington Nem, intervalo) e João Pedro. O técnico Oswaldo Oliveira foi o mais vaiado pelos torcedores durante o anúncio da escalação do time.

Com 19 pontos – 5 vitórias, 4 empates, 12 derrotas, 22 gols marcados e 33 sofridos -, o Fluminense termina a rodada 22 em décimo sexto, igual em pontos ao Cruzeiro, que voltou ao rebaixamento, e ao CSA, goleado pelo Palmeiras. O próximo jogo é com o Grêmio, domingo (29), no Maracanã. Foi o terceiro empate do Fluminense como mandante, após 5 derrotas e 3 vitórias.

SANTOS – Everson, Lucas Veríssimo, Aguilar (Victor Ferraz, 21 do segundo tempo) e Gustavo Henrique; Alison, Felipe Jonatan, Diego Pituca e Uribe (Marinho, 12 do segundo tempo); Derlis Gonzalez (Carlos Sanchez, intervalo), Eduardo Sasha e Soteldo. O time foi dirigido na área técnica pelo assistente Jorge Desio, devido à suspensão do técnico Jorge Sampaoli, que assistiu do alto.

Com 38 pontos – 11 vitórias, 5 empates, 5 derrotas, 31 gols marcados e 23 sofridos -, o Santos manteve o terceiro lugar e faz o próximo jogo com o CSA, domingo (29), na Vila Belmiro. Foi o segundo empate como visitante, após 5 vitórias e 4 derrotas em 11 jogos.

SETE CARTÕES – Além das três expulsões, o árbitro Wilton Pereira Sampaio, da Federação Goiana e da FIFA, advertiu quatro com cartões amarelos: Yuri Lima e Allan, do Fluminense, e Alison e Diego Pituca. R$141.015,00. 10.637 pagantes, em noite de chuva miúda no Maracanã.

Foto: Superesportes