Escolha uma Página

A COLÔMBIA volta à final da Copa América, depois de 13 anos, para decidir domingo (14) com a Argentina, no MetLife Stadium de Miami, palco da final da Copa do Mundo de 2026, em 19 de julho. A Colômbia eliminou o Uruguai (1 x 0), na noite desta 4ª feira (10), em Charlotte.

A COLÔMBIA, do técnico argentino Néstor Lorenzo, ex-zagueiro de 58 anos, completou 28 jogos sem derrota, e jogou todo o 2º tempo com 10, pela expulsão do lateral-direito Daniel Muñoz, que deu uma cotovelada no volante Ugarte, aos 45 minutos.

O GOL DA CLASSIFICAÇÃO da Colômbia foi do volante Jefferson Lerma, de 29 anos, do londrino Crystal Palace, completando de cabeça na pequena área o escanteio cobrado da direita pelo meia canhoto James Rodriguez, do São Paulo, um dos destaques do torneio.

OS FINALISTAS: Vargas, Daniel Muñoez, Davinson Sanchez, Cuesta e Mojica; Jefferson Lerma, Richard Rios (Uribe), Jhon Arias (Santiago Arias) e James Rodriguez (Castaño); Jhon Cordoba (Mina) e Luiz Diaz (Sinisterra).

NA CAMPANHA, a Colômbia venceu Paraguai (2 x 1), Costa Rica (3 x 0), Panamá (5 x 0), Uruguai (1 x 0) e 1 x 1 com o Brasil, no segundo jogo da fase de grupos. A Argentina tenta o 16º título para se isolar como maior campeã do torneio mais importante do continente desde 1961.

O ÚNICO TÍTULO da Colômbia foi ganho na decisão com o México (1 x 0), em 29 de julho de 2001, no estádio El Campin, de Bogotá, com 47 mil torcedores. A seleção colombiana era dirigida por Francisco Maturana, que a havia comandado nas Copas do Mundo de 1990 e 1994.

Fotos: Copa América