A Confederação Sul-Americana de Futebol anunciou no início da tarde desta terça (9) que a Copa América de 2020 terá sedes na Argentina e Colômbia, com a fase de grupos em dois hexagonais: Brasil, Colômbia, Venezuela, Equador, Peru e um convidado no Grupo Norte, e Argentina, Uruguai, Chile, Bolívia, Paraguai e um convidado no Grupo Sul.

O presidente Alejandro Dominguez, da Conmebol – sigla da Confederação -, disse que a proposta da Argentina e Colômbia foi aceita e que a divisão dos jogos em dois grupos implica em mudança de formato. Segundo ele, o principal objetivo é oferecer mais facilidade aos torcedores, com os jogos geograficamente mais próximos.

Em cada grupo de seis, quatro seleções se classificam para a fase seguinte. O presidente da Confederação Sul-Americana disse também que a Copa América de 2020, de acordo com o novo esboço, terá 38 jogos, mais 12 que no formato atual. Esta é a segunda mudança desde que o dirigente paraguaio assumiu a presidência. A primeira foi a de realizar a final da Libertadores em jogo único, o que acontecerá, pela primeira vez, em 23 de novembro de 2019, no Estádio Nacional de Santiago do Chile.