Um dos clássicos tradicionais da história dos confrontos de paulistas e cariocas têm objetivo bem definido por Corinthians e Fluminense, que completam na noite de hoje (13), na Arena Corinthians, a vigésima nona rodada do Campeonato Brasileiro: a Libertadores 2021. O histórico mostra o quanto é acentuado o equilíbrio, principalmente no maior campeonato de clubes do país, em que disputarão o jogo 59, com 21 vitórias do Corinthians, 20 do Fluminense e 17 empates.

CAMPANHAS – O Fluminense, sétimo com 43 pontos em 28 jogos – 12 vitórias, 9 derrotas, 7 empates -, se ganhar, ficará a um ponto do Palmeiras, sexto com 47, e se igualará ao campeão paulista em vitórias (13). O time está motivado pela virada (2 x 1) nos acréscimos do Fla-Flu, e manterá a pegada, garante o ex-meia Ailton Ferraz, que continuará na área técnica porque Marcão, efetivado após a saída de Odair Hellmann, ainda não se recuperou da Covid-19.

MOTIVAÇÃO – O Corinthians, décimo com 39 pontos em 27 jogos – 10 vitórias, 8 derrotas, 9 empates -, ganhou motivação desde que venceu o líder São Paulo, e com as três vitórias consecutivas. Se ganhar, ultrapassa o Ceará (39) e se iguala ao Santos, oitavo com 42, e também em vitórias (11). O Corinthians é o único zerado em gols: marcou e sofreu 30. Duas mudanças no meio-campo: Cantillo no lugar de Ramiro, suspenso, e Mateus Vital na vaga de Otero, infectado pela Covid-19.

NO BANCO – Destaque do jogo do turno, em 13 de setembro, no Maracanã, Nenê marcou os gols dos 2 x 1, quando Hellmann era o técnico do Fluminense, e Dyego Coelho estreava em substituição a Tiago Nunes, ainda sem clube, demitido três dias antes, após a derrota para o Palmeiras. Nenê, hoje (13), será opção, conforme o transcurso do jogo, um dos quatro da rodada com árbitro FIFA, Rafael Traci, de 39 anos, que embora curitibano é da Federação Catarinense.

CORINTHIANS – Cassio, Fagner, Jemerson, Gil e Fabio Santos; Gabriel, Cantillo, Cazares e Mateus Vital; Gustavo e Jô – o time do técnico Vagner Mancini, que confirmou a volta de Cassio, mesmo depois que Walter se saiu bem nos 2 x 0 no Botafogo, e a manutenção de Jemerson, que substituiu o uruguaio Bruno Mendez, saiu-se bem e terá nova chance na zaga. O jogo seguinte do Corinthians será segunda (18) com o Palmeiras, no Allianz Parque.

FLUMINENSE – Marcos Felipe, Calegari, Mateus Ferraz, Lucas Claro e Danilo Barcelos; Yuri, Hudson e Yago Felipe; Wellington Silva, Fred e Michel Araújo – o time do interino Ailton Ferraz, que já projeta os dois próximos jogos, sábado (16), com o Sport, no Maracanã, e quarta (20), com o lanterna Coritiba, no estádio Couto Pereira.

BRAGUINHA – O Fluminense jogará de luto, respeitando a memória de seu torcedor Antonio Carlos de Almeida Braga – 1926 – 2021 -, que em setembro de 2013 recebeu em sessão solene o título de Grande Benemérito. O doce Braguinha, como o tratava Nelson Rodrigues, mostrou sua paixão pelo clube, ao trazer Rivellino para o bicampeonato carioca 75-76, e ao colocar na camisa do time campeão brasileiro de 84 o patrocínio master de sua seguradora.

AYRTON SENNA – Na noite de 20 de abril de 94, apresentado por Braguinha, tive a alegria de entrevistar Ayrton Senna, antes que desse o pontapé inicial do amistoso do PSG-Bordeaux com a seleção brasileira, no Parque dos Principes, em Paris, aplaudido por 30 mil torcedores. Antes de Senna, Braguinha já havia apoiado Emerson Fittipaldi, primeiro brasileiro campeão mundial da Fórmula 1, e outras figuras marcantes em diferentes esportes. Que Deus dê muita luz ao espírito do doce Braguinha.