Escolha uma Página

Com atuações muito ruins e em queda livre nos últimos quatro jogos, com duas derrotas e dois empates -, o Corinthians terminou a décima quinta rodada no rebaixamento, em décimo sétimo lugar, com 15 pontos em 15 jogos – 3 vitórias, 6 empates, 6 derrotas, saldo devedor de três gols (17 a 20) -, e o presidente Andrés Sanchez disse após a derrota da noite de ontem (11), na Arena Castelão, em Fortaleza, para o Ceará (2 x 1), que nesta segunda (12) anunciará o novo técnico: Vagner Mancini.

VAGNER MANCINI deixa o Atlético Goianiense classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil com o Internacional, depois de eliminar o Fluminense, e em décimo no Campeonato Brasileiro, com 18 pontos, após 4 vitórias, 6 empates, 5 derrotas e saldo negativo de cinco gols (15 a 20), para assumir o Corinthians, cinco posições abaixo. Dyego Coelho dirigiu o time em sete jogos, com três empates, três derrotas e a vitória sobre o Bahia (2 x 1 na Arena Corinthians), e voltará a comandar o sub-20.

EX-TÉCNICO SEM CULPA – O presidente do Corinthians disse que o time vem jogando mal desde o Campeonato Paulista, que perdeu para o Palmeiras, isentou de culpar o ex-técnico Tiago Nunes, mesmo sem citar a pressão forte para demiti-lo, e disse que no futebol é assim e não vai mudar nunca. Andrés Sanchez ressaltou: “Se o time não melhorar com o Mancini, seremos cobrados da mesma forma. Infelizmente, o que vale no futebol é o resultado”. Mancini terá contrato até dezembro de 2021.

ÁUDIO VAZADO – Poucos se lembram, mas houve uma passagem que durante algum tempo ficou marcada no futebol paulista, quando o Vitória, dirigido por Vagner Mancini, tirou a invencibilidade de 34 jogos do Corinthians, na tarde do sábado, 19 de agosto de 2017, com 42 mil pagantes na Arena Corinthians, com 1 x 0, gol do colombiano Santiago Trellez. O goleiro Fernando Miguel, hoje no Vasco, foi um dos destaques do Vitória, e logo após o jogo, Mancinidisse, em áudio vazado: “Ganhar do Corinthians é ótimo; somar três pontos, nem se fala, mas dar uma patada num jornalista babaca e corintiano, melhor ainda”.

HISTÓRICO – Paulista de Ribeirão Preto, Vagner Mancini fará 54 anos no próximo dia 24. Ex-volante, jogou de 88 a 2004, e seus títulos mais expressivos foram no Grêmio, campeão gaúcho e da Libertadores em 95. Iniciou como técnico em 2005, campeão da Copa do Brasil, com o Paulista de Jundiaí vencendo o Fluminense na decisão, e depois foi campeão baiano no Vitória, Ceará e Chapecoense. Foi técnico também do Santos, São Paulo, Grêmio, Atlético Mineiro, Vasco e Botafogo.

A estreia de Vagner Mancini, terceiro técnico do Corinthians no Campeonato Brasileiro de 2020, será depois de amanhã (14), na Arena da Baixada, com o Athletico Paranaense – duas posições acima -, décimo quinto, com 15 pontos em 14 jogos. Por sua vez, o presidente Adson Batista, do Atlético Goianiense, disse que o clube vai ao mercado em busca de outro técnico e que no jogo com o Santos, depois de amanhã (14), na Vila Belmiro, o time será dirigido pelo assistente técnico Eduardo Souza.

BOM DIZER – Na virada que levou do Ceará (2 x 1), na noite de ontem (11), na Arena Castelão, o goleiro Cassio foi o vilão, ao cometer o pênalti em Kelvin, convertido por Fernando Sobral, que marcou seu primeiro gol no campeonato, aos 47 do segundo tempo. Leo Natel fez o gol do Corinthians aos 15, em falha do goleiro Fernando Prass, e o zagueiro Gil fez gol contra no empate do Ceará, aos 34, desviando cruzamento do atacante Leo Chu, gaúcho de 20 anos, emprestado até dezembro pelo Grêmio.

REVOLTADO – O goleiro Cassio, muito exaltado assim que o árbitro Anderson Daronco, da Federação Gaúcha e da FIFA, apitou o final do jogo, externou a revolta com ofensas e foi expulso. O goleiro reserva Walter deu um pique e entrou em campo para tirá-lo, pressentindo que Cassio poderia até agredir Daronco. O árbitro já havia expulsado o lateral Eduardo, alagoano de 33 anos, que está disputando o campeonato pelo Ceará, emprestado pela Chapecoense. Ele agrediu Leo Natel com o braço na cara.

Foto: Lance!