Os milhões de seguidores do futebol americano, organizado desde 1920 pela NFL, que reúne 32 equipes, amanheceram tristes neste primeiro domingo (5) de abril com a morte de Tom Dempsey, de 73 anos, vítima da Covid 19, que jogava de kicker e deixou o nome marcado na história da Liga Nacional do Futebol Americano. Ele nasceu sem os dedos do pé direito, que usou no chute para marcar um gol de 60 metros de distância.

O MAIS LONGO – O chute de Tom Dempsey foi o mais longo da história da NFL em 28 anos, até ser igualado, em 1998, por Jasom Elam, do Denver Broncos. Matt Prater, também do Denver Broncos, quebrou o recorde com uma corrida de 62 metros em 2013. Tom Dempsey vivia no asilo Lambeth House, em Nova Orleans, onde mais de 50 também foram infectados. Ele sofria de Alzheimer, doença neurodegenerativa que se agrava com o tempo.

BILIONÁRIA – A morte de Tom Dempsey causou muita consternação na bilionária americana Gayle Benson, da mesma idade (73) dele, dona do Nova Orleans Saints, que Dempsey defendeu muitos anos, e do Pelicans, um dos times fortes da poderosa NBA, a Liga Nacional de Basquetebol, que movimenta igualmente milhões de dólares. Gayle disse: “Dempsey sempre soube superar as dificuldades para conseguir seus objetivos com determinação rara.

AUMENTO – Impressionante o aumento dos casos de infectados e mortes nos Estados Unidos. No mais recente boletim da tarde deste domingo (5), o registro é de 301.902 infectados e 8.175 mortes, das quais 3.565 em Nova York, região mais afetada pela epidemia do novo coronavírus.

GISELE BUNDCHEN – A supermodelo brasileira Gisele Bundchen, gaúcha de 39 anos, uma das mais bem-sucedidas nas passarelas do mundo, passará as duas próximas temporadas em uma mansão avaliada em 40 milhões de dólares. A mansão foi alugada pelo marido, Tom Brady, de 42 anos, quarterback, que depois de 20 anos no Patriots, vai jogar pelo Buccaneers, de Tampa Bay, no estado da Flórida. O aluguel é de 125 mil dólares (R$525 mil).

Foto: Starswiki