Com dois gols de Cristiano Ronaldo, que continua ampliando suas marcas notáveis, a Juventus venceu (2 x 1) o Parma e aumentou para quatro pontos (51 a 47) a vantagem sobre a vice-lider Inter, que ficou no 1 x 1 com a Lecce, em Milão, no segundo empate após cinco vitórias. Cristiano Ronaldo marcou pela sétima rodada consecutiva.

DESDE 2005-06, com o francês David Trezeguet, quarto maior artilheiro da história da Juventus, a equipe de Turim não tinha quem houvesse marcado em sete rodadas seguidas, o que valoriza ainda mais o desempenho do brilhante atacante português Cristiano Ronaldo. Bom lembrar: Trezeguet fez 171 gols em 318 jogos pela Juventus, de 2000 a 2010.

OUTRA MARCA –Perto dos 35 anos, que completará dia 5 de fevereiro, o artilheiro português é o primeiro a marcar 16 gols em 20 rodadas, depois do brilhante meio-campo canhoto argentino Omar Sívori, que jogou na Juventus de 57 a 65 e fez 135 gols em 215 jogos. Cristiano Ronaldo está com 18 gols em 24 jogos na temporada italiana 2019-2020.

SUPERAÇÃO – Obcecado pelos números e grande perfeccionista, Cristiano Ronaldo quer superar na Juventus a marca estupenda que alcançou no Real Madrid, de 2009 a 2018, ao fazer 450 gols em 438 jogos! Com os dois da vitória deste domingo (19) sobre o Parma, ele chegou aos 46 gols em 67 jogos pela Juventus, desde 17 de agosto de 2018.

ANO DO DOBRO – Recordista de títulos (35), a Juventus deve dobrar a vantagem sobre os rivais de Milão – Inter e Milan -, que ganharam 18, agora na temporada 2019-2020. A Velha Senhora, assim chamada por ser a equipe mais antiga, já detém o recorde de oito títulos consecutivos e caminha firme para ganhar o campeonato pela nona vez seguida.CRISTIANO RONALDO abriu o placar dos 2 x 1 sobre o Parma, aos 43 do primeiro tempo, com chute forte. Na volta do intervalo, o dinamarquês Andreas Cornelius empatou, com seu sétimo gol de cabeça, aos 10, após escanteio do meia Matteo Scozzarella. Três minutos depois, com assistência do argentino Dybala, Cristiano Ronaldo marcou o da vitória.

OS LÍDERES – Sob o comando do italiano Maurizio Sarri, de 61 anos, o time teve Szczesny, Cuadrado, De Ligt, Bonucci e Alex Sandro (Danilo, 21 do primeiro tempo); Pjanic, Rabiot e Matuidi; Dybala (Diego Costa, 36 do segundo tempo), Ramsey (Higuain, 15 do segundo tempo) e Cristiano Ronaldo. O árbitro Marco di Bello só mostrou um amarelo para o meia esloveno Jasmin Kurtic, do Parma, por falta no francês Rabiot. No próximo domingo (26), Napoli x Juventus, no estádio San Paolo.

Foto: Trivela