Depois de se manter como único brasileiro com 100% de aproveitamento e sem sofrer gol, o Cruzeiro perdeu (2 x 1) a invencibilidade para o Emelec, na noite desta quarta (8), no Mineirão, após cinco vitórias consecutivas na fase de grupos da Libertadores. Ainda assim, o campeão mineiro terá vantagem de fazer o segundo jogo como mandante até a semifinal, de vez que, pela primeira vez, a Libertadores será decidida em jogo único e em campo neutro, dia 23 de novembro, no Estádio Nacional de Santiago.

LIDER DO GRUPO – O Cruzeiro terminou em primeiro no Grupo B, com 15 pontos – 5 vitórias, 1 derrota, 11 gols a favor e 2 contra -, e o Emelec, do Equador, que comemorou muito a vitória no Mineirão, ficou em segundo lugar com 12 pontos – 2 vitórias, 3 empates, 1 derrota -, com 6 gols marcados e 5 gols sofridos. O Deportivo Lara, da Venezuela, terceiro colocado, disputará a Copa Sul-Americana, e o Huracan, da Argentina, foi eliminado.

JOGO IGUAL – O Cruzeiro saiu para o intervalo perdendo (1 x 0) com o gol do meia Juan Rojas, aos 40 minutos. O chute dele, de fora da área, bateu no travessão e nas costas do goleiro Fabio, de 38 anos, que ampliou seu recorde de jogos (831) pelo Cruzeiro, que defende desde 2005. O jogo apresentou igualdade no primeiro tempo, em que o Cruzeiro poderia ter conseguido o empate, mas não aproveitou boas chances.

A DERROTA – No segundo tempo, Sassá fez o gol de empate do Cruzeiro aos 22, ao dominar a bola com a barriga e finalizar de canhota, sem chance para o goleiro Dreer. O Cruzeiro teve um gol de cabeça de Robinho, aos 29, bem anulado por impedimento. O gol da vitória (2 x 1) do Emelec foi marcado de pênalti pelo atacante Brayan Angulo, derrubado na área por um carrinho do lateral Edilson. O técnico Mano Menezes poupou alguns titulares, entre eles o zagueiro Dedé e o artilheiro Fred.

CRUZEIRO – Fabio, Edilson, Fabrício, Leo e Egidio; Henrique, Ariel Cabral (Robinho), Jadson (Tiago Neves) e Rodriguinho; Rafinha (David) e Sassá. Boa arbitragem do colombiano Andrés Rojas. R$393.347,00. 18.083 pagantes. O Cruzeiro aguarda a marcação dos jogos das oitavas de final, a difícil fase do mata-mata da Libertadores. Sétimo no Brasileirão 2019, o campeão mineiro jogará domingo (12) com o Internacional, décimo quinto, na Arena Beira Rio, em Porto Alegre.

Foto: Fox Esportes