Com a terceira vitória consecutiva, o Cruzeiro é o único brasileiro com 100% de aproveitamento na Libertadores 2019, após a vitória (1 x 0) sobre o Emelec, do Equador, no estádio George Capwell, em Guaiaquil. O gol foi de Rodriguinho, aos 31 minutos do primeiro tempo, encobrindo o goleiro argentino Esteban Dreer, de 37 anos, 1,85m. O Cruzeiro lidera o Grupo B, com 9 pontos, cinco à frente do vice-líder Deportivo Lara, da Venezuela, com 4. O Emelec tem 3 e o Huracan, último com 1 ponto, é o próximo adversário do único time mineiro que ganhou duas vezes a Libertadores.

RODRIGUINHO 100% – Em seu mês de aniversário – dia 27 vai completar 32 anos -, Rodrigo Eduardo Costa Marinho, o Rodriguinho, começou bicampeão em 2007 e 2008 no ABC de Natal, onde nasceu em 1988. O Cruzeiro deu uma tacada de mestre, no início de 2019, ao comprá-lo do Corinthians por R$15 milhões, depois de vender Arrascaeta ao Flamengo por R$40 milhões. Rodriguinho fez gol em todos os jogos da Libertadores: 1 x 0 no Huracan, na Argentina; 2 x 0 no Deportivo Lara, no Mineirão, e 1 x 0 no Emelec, na noite desta quarta (3), no Equador. Bom dizer: o gol de Rodriguinho foi o de número 300 do Cruzeiro na Libertadores.

FABIO, 822 JOGOS – A estrela do goleiro Fabio, de 38 anos, 1,88m, voltou a brilhar. No segundo tempo, quando o Emelec tentou a todo custo o empate, ele se sobressaiu com poucas, mas excelentes defesas. Mato-grossense de Nobres, Fabio é titular do Cruzeiro desde 2005 e recordista absoluto de jogos com a camisa do clube do povo de Minas, ao completar esta noite 822.

OS 100% – Fabio, Edilson, Dedé, Léo e Dodô (Egídio, 40 do segundo tempo); Lucas Romero, Henrique, Robinho e Rodriguinho (Rafinha, 20 do segundo tempo); Marquinhos Gabriel (Fabrício Bruno, 35 do segundo tempo) e Fred. Técnico – Mano Menezes, que foi ao gramado abraçar os jogadores após a terceira vitória consecutiva do único time brasileiro com 100% de aproveitamento.O Emelec deve anunciar hoje (4) a demissão do técnico argentino Mariano Soso, de 37 anos, no clube desde maio de 2018. Ele foi campeão peruano em 2016 no Sporting Cristal de Lima.

EXPULSÃO – O árbitro Victor Carrillo, da Federação Peruana, advertiu com cartão amarelo os laterais Edilson e Dodô – estreante – e o apoiador Lucas Romero, do Cruzeiro. Carrillo expulsou o meia Luna, do Emelec, aos 45 do segundo tempo, por falta dura em Rafinha.

Foto: Divulgação Cruzeiro EC