O estreante Maurício, 18 anos, revelado na base do clube, fez o gol da vitória (1 x 0) do Cruzeiro sobre o Vasco, na noite deste primeiro domingo (1) de setembro, aproveitando a boa jogada de David, aos 35 do segundo tempo. O Vasco não soube aproveitar um pênalti que Pikachu sofreu e bateu, e Fábio defendeu no início do segundo tempo.

28 DEFESAS – Enquanto Pikachu perdia sua décima terceira cobrança, o goleiro Fabio, que vai completar 39 anos dia 30 de setembro, defendia o vigésimo oitavo pênalti com a camisa do Cruzeiro, saltando firme no canto direito. Foi o terceiro pênalti que defendeu em 2019, como nas cobranças de João Pedro, do Fluminense, e Ricardo Bueno, do Ceará.

HOMOFOBIA – O time do Vasco posou no gramado do Mineirão com uma faixa “Homofobia é crime”, mostrando outra vez que o clube está engajado na campanha. O Vasco já havia se posicionado, nas redes sociais, contra as ofensas proferidas por torcedores, em São Januário, contra jogadores do São Paulo.

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Osvaldo Henriquez, Ricardo e Danilo; Richard, Marcos Júnior e Raul; Talles (Valdívia, 27 do segundo tempo), Marrony (Felipe Bastos, 33 do segundo tempo) e Rossi (Tiago Reis, 32 do segundo tempo). Técnico – Vanderlei Luxemburgo. Foi a sétima derrota, quinta fora de casa, e os jogos finais do turno serão com o Bahia, em São Januário, e a Chapecó, em Chapecó.

O VASCO está igual em pontos (20) ao Ceará, mas com menos uma vitória (5 a 6) e assim, depois de 17 rodadas, é o décimo quinto colocado com 5 vitórias, 5 empates, 7 derrotas, e ainda com saldo negativo de sete gols: marcou 16, sofreu 23. Foi o quarto dois oito jogos como visitante que o Vasco não fez gol.

CRUZEIRO – Fabio, Orejuela, Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique, Tiago Neves (Maurício, 22 do segundo tempo), Robinho (Ederson, 40 do segundo tempo) e Marquinhos Gabriel; Pedro Rocha (Fred, 16 do segundo tempo) e David. Técnico – Rogerio Ceni. Foi apenas a quarta vitória, que manteve o time em décimo sexto com 18 pontos. Os dois jogos finais do turno serão em casa com o Grêmio e fora com o Palmeiras.

SETE CARTÕES – O árbitro Heber Roberto Lopes, da Federação Catarinense e do quadro da CBF, advertiu Henrique, Robinho e Marquinhos Gabriel. Os do Vasco foram Raul, Rossi, Talles e Richard, os dois últimos suspensos do próximo jogo em casa com o Bahia. Talles já não jogaria por estar com a seleção brasileira sub-17.

Foto: Futebol na veia