Com a primeira vitória, depois de três empates e duas derrotas, o CSA subiu duas posições e terminou a sexta rodada em décimo sétimo, ao ganhar (1 x 0) do Goiás, na noite de ontem (27), no estádio Rei Pelé, em Maceió, no encerramento da sexta rodada do Brasileirão 2019. O gol foi do meia Maranhão, aos 17 minutos do segundo tempo, passando entre os zagueiros e concluindo de canhota na saída do goleiro Tadeu. O CSA não fazia gol há três jogos.

CHANCE PERDIDA – Depois de duas vitórias consecutivas, sobre o Ceará (2 x 1) e o Botafogo (1 x 0), o Goiás perdeu a chance de dar o maior salto na classificação do Brasileirão 2019 e terminar a sexta rodada em terceiro lugar ou até mesmo na vice-liderança, com 12 pontos e superando o Atlético Mineiro no saldo de gols. O time goiano dominou a maior parte do jogo, mas parou em grandes defesas do goleiro Jordi, de 26 anos, emprestado até dezembro pelo Vasco

CSA – Jordi, Apodi, Gerson, Castan e Carlinhos; Nilton (Victor), Maranhão (Dawham) e Naldo; Didira, Mateus Savio e Patrick (Cassiano). O técnico carioca Marcelo Cabo, de 52 anos, no comando do time desde 2018, quando o levou de volta à Série A, armou boa estratégia ao atrair o Goiás para vencer no contra-ataque, como no lance do gol. O meia Maranhão, de 29 anos, canhoto, 1,68m, é da capital São Luis, passou pelo FluminenseBahiaChapecoenseAtlético ParanaensePonte PretaCruz Azul (México) e Daejeon (Coreia do Sul), mas nunca jogou em time do Maranhão.

Nas três rodadas antes da pausa do Brasileirão 2019, em virtude da Copa América, de 14 de junho a 14 de julho, o CSA jogará em Maceió com Botafogo e Flamengo. O jogo fora de casa será o do próximo domingo (2) com o Atlético Mineiro.

GOIÁS –Tadeu, Daniel Guedes, David Duarte, Yago e Jeferson; Geovane, Yago Felipe (Marcinho) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael (Rafinha), Kayke e Leandro Barcia. Técnico – Claudinei Oliveira. Com a terceira derrota, o Goiás caiu quatro posições e terminou a sexta rodada em décimo lugar. O time só voltará a jogar pelo Brasileirão dia 9 de junho, em Goiânia, com a Chapecoense, porque o jogo do próximo sábado (1) com o Corinthians, em São Paulo, foi adiado.

BOA ARBITRAGEM – Edna Alves Batista, paranaense de 39 anos, teve atuação segura e fez quatro advertências com cartões amarelos: o único do Goiás foi o do lateral Daniel Guedes, e os do CSA foram de Apodi, Naldo e do goleiro Jordi, por retardar o jogo. A árbitra foi consciente ao dar bola ao chão após a bola bater em seu pé e prejudicar um ataque do CSA, aos 15 do primeiro tempo. A assistente Neuza Back acertou no impedimento, anulando um gol do CSA, no primeiro tempo.

DEPOIS DE 14 ANOS, uma árbitra voltou a apitar jogo da Série A do Campeonato Brasileiro. A última havia sido Silvia Regina Oliveira em 2004. Bom dizer: Edna Alves Batista apita pela Federação Paulista e será a árbitra do Brasil na Copa do Mundo Feminina, em junho, na França.

Foto: Pei Fon / TNH1