CUCA HONROU A PALAVRA de que não trabalharia em outro clube em 2022, e aceitou reassumir o time campeão mineiro, brasileiro e da Copa do Brasil de 2021, depois de sair na 3ª feira, 28 de dezembro. A notícia da sua volta, nesta 6ª feira, 22 de julho de 2022, deixou os milhares de torcedores do Atlético Mineiro felizes, horas depois da demissão de Antonio Mohamed, que dirigiu o time em 45 jogos.

COM CERTEZA, CUCA terá o nome gritado em coro, ao voltar domingo (24) à área técnica do Mineirão, onde o Atlético tentará terminar o turno na vice-liderança, no jogo com o Corinthians, ambos com 32 pontos, mas com o Atlético com menos uma vitória (8 a 9), embora com o dobro do saldo de gols (8 a 4). O empate será ruim para ambos porque o Fluminense, com 31 pontos, assumirá o 2º lugar, se vencer o Bragantino.

CUCA SURPREENDEU ao aceitar o convite do Atlético, mas justificou com a boa identificação que tem com o clube. Na passagem anterior ele foi muito bem-sucedido, ganhando em 2012-2013 o bicampeonato mineiro e a única Libertadores da história do clube, e em 2021, além do campeonato mineiro e da Copa do Brasil, ganhou o Campeonato Brasileiro, que o Atlético Mineiro não conquistava há meio século.

EM 2021, CUCA DIRIGIU o time em 71 jogos, com 48 vitórias, 14 empates, 9 derrotas. Agora na volta, em julho de 2022, ele reencontra a equipe classificada para as quartas final da Libertadores com o Palmeiras, dia 3 em Belo Horizonte e dia 10 em São Paulo, e em 3º no Campeonato Brasileiro, 32 pontos, 8 vitórias, 8 empates, 2 derrotas, saldo de 8 gols, com 26 marcados e 18 sofridos.

BOM LEMBRAR: AO GANHAR o Brasileiro de 2021, Cuca fez do Atlético Mineiro o quinto campeão do turno por antecipação, depois do São Paulo em 2006; Cruzeiro em 2013 e 2014, e Corinthians em 2017. Agora, em 2022, com a vitória sobre o América Mineiro por 1 x 0, o Palmeiras foi o sexto a ganhar o turno com uma rodada de antecedência.

O TÉCNICO ARGENTINO Antonio Mohamed, tratado pelo apelido de Turco, por sua ascendência sírio-libanesa, demitido na manhã de hoje (22), assumiu em 26 de janeiro no 1 x 1 com o Vila Nova, de Nova Lima, pelo Campeonato Mineiro, e saiu, sob forte pressão dos torcedores, após o 1 x 1 com o Cuiabá, na noite de 5ª feira (21), na Arena Pantanal.

Foto: AP