Escolha uma Página

UM DIA DEPOIS DE VIBRAR no Stade de France com a 14ª Liga dos Campeões do Real Madrid, Ronaldo Fenômeno desceu da tribuna do estádio José Zorrila ao gramado, para comemorar com os jogadores a volta do Valladolid à Série A do Campeonato Espanhol na temporada 2022-2023, após a vitória por 3 x 0 deste domingo (29) sobre o Huesca. O Valladolid também é azul e branco, cores do Cruzeiro.

RONALDO FENÔMENO comprou 51% das ações do Valladolid em setembro de 2018 por 30 milhões de euros (R$144 milhões) e elevou o investimento para 72% em 2019 e para 82% em 2021, quando deu a grande arrancada para a volta do time à elite do futebol espanhol. Fundado em 1928, o Real Valladolid Club de Fútbol ganhou três vezes a Série B e sua melhor colocação na Série A foi o 4º lugar em 1962-63.

RONALDO FENÔMENO trocou o técnico e a contratação do espanhol Juan José Martin, ex-meia de 54 anos, apresentou resultado imediato, assim como fez no Cruzeiro, líder da Série B do Campeonato Brasileiro, com a contratação do uruguaio Paulo Pezzolano. O Valladolid ganhou reforços e um deles, o atacante israelense Shon Weissmann, autor do 1º gol, foi vice artilheiro do campeonato, com 20 gols, menos dois que o espanhol Borja Bastion, do Oviedo, e Christian Stuani, do Girona.

O VALLADOLID e o Almeria terminaram com números iguais de pontos (81), vitórias (24), empates e derrotas (9), mas o Almeria ficou com o título da Série B 2021-22 pelo saldo de gols (33 a 28). Na região Noroeste da península ibérica, Valladolid é uma cidade de 198 km2, 13ª da Espanha e 88ª da União Europeia, com 310 mil habitantes e a 262 km da capital Madrid.

NO CRUZEIRO, CLUBE QUE ABRIU AS PORTAS para o sucesso e a independência financeira, o carioca Ronaldo Luis Nazario de Lima, de 45 anos, nascido no bairro modesto de Bento Ribeiro, na Zona Norte do Rio, promete quadriplicar o investimento em pouco tempo. Ele próprio resume: “Não basta a volta à Série A, quero o Cruzeiro na Libertadores e no Mundial. É a minha retribuição ao clube que me ajudou bem lá atrás, no início”.

Fotos: IG / Jovem Pan e R. García/EFE