Escolha uma Página

Nascido no pequeno município de Sousa, às margens do rio do Peixe, no sertão paraibano, a 438 km da capital João Pessoa, o atacante Tiquinho Soares, de 29 anos, chega nesta sexta (25) a Tianjin, cidade portuária da costa noroeste chinesa, a 113 km da capital Pequim, muito disposto, como todo nordestino que se preza, a novos desafios: “Quero ser feliz na China como fui em Portugal – diz ele, saído doFC Porto, campeão português, depois de 138 jogos e 62 gols, para jogar noTianjin Teda FC.

AMBICIOSO – Desde a juventude, no Palmeiras das Rocas, em 2007, Tiquinho Soares passou por 11 times, até que se abrisse a porta da Europa para entrar no Nacional, da Ilha da Madeira, em 2014. A escala seguinte, no Vitória de Guimarães, bastando 9 gols em 22 jogos para despertar o interesse do FC Porto. Em três temporadas, duas com a faixa de campeão – 2017-18, 2019-20 -, alegria que viveu desde a estreia, em 4 de fevereiro de 2017, com os dois gols da vitória (2 x 1) sobre o Sporting de Lisboa.

PORTISTA – Nascido Francisco das Chagas Soares dos Santos, ganhou o apelido de Tiquinho, pela pouca estatura (1,87m) para jogar no ataque, mas sempre compensou com a rapidez nos dribles e nas finalizações. Ele sai de Portugal em busca de novas ambições: “Vivi intensamente meu ciclo no Porto e não tenho como agradecer ao clube por tudo o que ganhei, com o apoio dos companheiros, do técnico (Sergio Conceição é paizão, diz ele) e da malta (torcida, em Portugal), que me fez portista.

TIQUINHO SOARES terá dois anos de contrato com um clube de 63 anos, e que desde a fundação, em 1957, mudou de nome cinco vezes, conforme os donos. Dos 30 novos companheiros, 25 chineses, o único brasileiro  Johnathan, atacante paulista de 30 anos, e o único europeu, Felix Bastians, de 32 anos, zagueiro alemão indicado pelo técnico Uli Stielike, alemão de 65 anos, ex-meia, com 308 jogos no Real Madrid, e entre 77 e 85, quatro vezes o melhor estrangeiro do Campeonato Espanhol.

BOM DIZER – Criada em 2004, a Super Liga Chinesa organiza o campeonato com 16 times: os três primeiros disputam a Liga dos Campeões da Ásia e os dois últimos são rebaixados. Dos sete campeões, o time com mais títulos é o Guangzhou Evergrande, que ganhou sete. Dirigido pelo ex-zagueiro Fabio Cannavaro, de 47 anos, capitão da seleção da Itália, campeã do mundo em 2006, o time tem como principal figura o volante Paulinho, de 32 anos, ex-Corinthians, Barcelona e seleção nas Copas de 2014 e 2018.

Foto: Jornal de Notícias