Escolha uma Página

O goleiro Gianluigi Buffon, de 42 anos, 1,92m, tornou-se neste primeiro sábado (4) de julho o recordista de jogos do Campeonato Italiano, com 468, na goleada (4 x 1) da líder Juventus sobre o Torino, no clássico de Turim, segunda maior cidade do Norte do país, depois de Milão.  O outro recorde foi do zagueiro Leonardo Bonucci, de 33 anos, com 400 jogos com a camisa da Juventus nas últimas dez temporadas. Cristiano Ronaldo, em primorosa cobrança de falta, fez o terceiro gol. A Juventus, com 75 pontos, abriu 7 de vantagem sobre a vice-líder Lazio (68), que perdeu (3 x 0) horas depois para o Milan, em Roma.

SÉTIMA CONSECUTIVA – A Juventus chegou aos 75 pontos, dos 90 disputados, com a vigésima quarta vitória, sétima consecutiva, em 30 rodadas, aproximando-se ainda mais do nono título consecutivo, trigésimo sexto de sua história de 122 anos, recordista italiano. Em jogada individual de muito brilho, deixando marcadores caídos, o argentino Paulo Dybala fez 1 x 0 logo aos 3 minutos, e o colombiano Juan Cuadrado marcou o segundo gol aos 29, com assistência de Cristiano Ronaldo. Andrea Belotti fez o gol do Torino aos 49, de pênalti, toque do zagueiro holandês De Ligt, autor do gol único do turno na vitória sobre o Torino.

CRISTIANO RONALDO superou seus 28 gols da temporada anterior, ao marcar em primorosa cobrança de falta o terceiro gol, aos 16 do segundo tempo, encobrindo a barreira de cinco do Torino. O grande artilheiro português é o primeiro a fazer 25 gols na atual temporada, nos campeonatos da Itália, Inglaterra e Espanha, junto com Alemanha e França, os cinco principais da Europa. Cristiano Ronaldo chegou aos 29 gols em 38 jogos na temporada 2019-2020. O quarto gol da Juventus foi contra do zagueiro francês Koffi Djidji, aos 42, três minutos após substituir o zagueiro baiano Bremer, de 23 anos, único brasileiro do Torino desde 2018, comprado do Atlético Mineiro.

BOM DIZER – O goleiro Gianluigi Buffon, que hoje se tornou o recordista de jogos (468) do campeonato, já havia superado outros notáveis como jogador com mais atuações pela seleção da Itália, em que foi campeão do mundo em 2006. Buffon defendeu a seleção em 126 jogos, de 97 a 2018, superando o zagueiro Fabio Cannavaro, capitão campeão do mundo em 2006, que fez 136 jogos; o zagueiro Paolo Maldini, com 126, e Dino Zoff, com 112. 

GIANLUIGI BUFFON detém outro recorde, o de goleiro com mais tempo sem sofrer gol no Campeonato Italiano, com 940 minutos, marca que alcançou em 20 de março de 2016, superando Sebastiano Rossi – 1990 a 2002 no Milan -, com 929 minutos. Bom dizer também sobre Dino Zoff: no título mundial de 1982, após a vitória (3 x 1) sobre a Alemanha, em Madrid, foi o segundo goleiro a erguer a taça como capitão campeão do mundo, 48 anos depois de Gianpiero Combi, no primeiro título da Itália, em 1934.

JUVENTUS 4 x 1 TORINO, no Allianz Stadium, ainda sem público, teve atuação tranquila do árbitro Fabio Maresca, napolitano de 38 anos, oficial do Corpo de Bombeiros, que aplicou cartões amarelos no lateral Aina e no zagueiro Izzo, do Torino, e em Bonucci, Pjanic e De Ligt, pelo toque de mão no lance do pênalti, e Dybala, único advertido por simulação. Os líderes: Buffon, Cuadrado, De Ligt, Bonucci e Danilo; Pjanic (Matuidi), Betancur e Rabiot; Bernardeschi (Douglas Costa), Cristiano Ronaldo e Dybala (Higuain). Técnico – Maurício Sarri, napolitano de 61 anos.

MILAN AUMENTA VANTAGEM DA JUVENTUS

No Estádio Olímpico de Roma, a Lazio perdeu (3 x 0) para o Milan, que está subindo e pode terminar a trigésima rodada em sexto, após a terceira vitória nos últimos quatro jogos. O primeiro gol, do atacante turco Hakan Çalhanoglu, aos 23, foi uma pintura, encobrindo de fora da área o goleiro grego Thomas Strakosha, de 25 anos, 1,93m. O segundo, do atacante sueco Ibrahimovic, aos 34, foi seu décimo quarto de pênalti, com 100% de aproveitamento na temporada 2019-2020.

PAQUETÁ – O ex-meia-atacante doFlamengo só entrou quase no final do primeiro tempo, devido à contusão do turco Çalhanoglu, e teve atuação discreta. O terceiro gol do Milan, aos 14 do segundo tempo, foi do croata Ante Rebic, atacante de 26 anos, primeiro do time a completar 10 gols na atual temporada, após boa assistência do meia Giacomo Bonaventura, de 30 anos. Faltando oito rodadas, a Juventus tem 75 pontos e 24 vitórias, mais três que a vice-líder Lazio com 68 pontos.

AUSÊNCIAS – Pesou muito no rendimento da Lazio a ausência de peças fundamentais, os atacantes Felipe Caicedo, equatoriano de 31 anos, e Ciro Immobile, italiano de 30 anos, artilheiro do campeonato com 29 gols, que cumpriram suspensão. Além disso, o técnico Simone Inzaghi admitiu que a sequência de jogos fez o time cair do ponto de vista fisico. Ele lembrou que antes da pausa, em março, devido ao coronavírus, o time ganhou 18 dos 21 jogos e manteve o ritmo.

CLUBE DE 120 ANOS, a Lazio ficou a sete pontos da líder Juventus, faltando oito rodadas, praticamente sem chance de ganhar o terceiro título de sua história, desde 9 de janeiro de 1900, fundada na época do fascismo do ditador Benito Mussolini, que era torcedor do Bologna. Depois de 1973-1974, o último título de campeã italiana da Lazio foi em 1999-2000. Uma frustração para os torcedores, jovens em sua maioria, que ainda sem poder entrar, fizeram festa na chegada do time ao Estádio Olímpico de Roma.

Fotos: Sapo Desporto, Sportbuzz UOL e Goal.com.