A Comissão de Arbitragem da Confederação Sul-Americana de Futebol anunciou na noite deste último domingo (30) de junho que Roddy Alberto Zambrano, da Federação Equatoriana, apitará Brasil x Argentina, primeira semifinal da Copa América, amanhã (2), no Mineirão. Zambrano, de 41 anos, desde cedo revelou tendência pela gastronomia, e em janeiro de 1997 iniciou como ajudante de cozinha em um restaurante de Quito, capital e maior cidade do país, com altitude de 2.850 metros.

FRUTOS DO MAR – O árbitro de Brasil x Argentina gosta muito de frutos do mar, que começou a saborear desde a juventude em Manabi, estado do noroeste equatoriano, em cujo litoral está a cidade de Manta, maior porto pesqueiro do país, próximo da capital Puertoviejo. Zambrano é árbitro desde 2008 e quatro anos depois entrou na Fifa. Ele confessa fascínio pelo futebol: “É o esporte que mais desperta paixão. É raro o jogo em que não há discussão, algumas até mais violentas do que deviam ser”.

DOIS DE CADA – Roddy Zambrano estará amanhã (2), no Mineirão, consciente de que terá muita responsabilidade ao apitar o maior clássico do continente. Será o seu primeiro Brasil x Argentina, depois de ter atuado em dois jogos de cada seleção. Em 2015, apitou Chile 2 x 0 Brasil, em Santiago, e Brasil 3 x 0 Chile, em São Paulo. Em 2016, também pelas eliminatórias para a Copa de 2018, dirigiu Venezuela 2 x 2 Argentina, em Mérida, e Argentina 3 x 0 Colômbia, em Buenos Aires.

RIO 2016 – O árbitro de Brasil x Argentina disse ter gostado muito da viagem ao Brasil para os Jogos Olímpicos de 2016. Roddy Zambrano disse que “o primeiro jogo, Iraque 1 x 1 África do Sul, foi contagiante pela reação dos torcedores”. O jogo foi na Arena Corinthians, com quase 40 mil torcedores. O outro jogo que dirigiu, Portugal 2 x 1 Honduras, no Maracanã, foi o que mais o emocionou: “Não havia tantos torcedores quanto em São Paulo, mas eu estava apitando pela primeira vez em um estádio que faz parte da história do futebol mundial”.

Foto: Clarin