O empate de ontem (4) com o Santa Clara (1 x 1), no estádio de São Miguel, nos Açores, levou o Benfica a perder a vice-liderança para o Porto e a se distanciar quatro pontos do líder Sporting, único invicto, após 12 rodadas do Campeonato Português 2020-2021. O técnico Jorge Jesus foi alvo de duras críticas do jornalista Luis Mateus, de A Bola, bem como de torcedores benfiquistas, inconformados com a queda de rendimento da equipe, que desceu ao terceiro lugar.

COMPARAÇÃO – Sob o título “O Benfica de um Jorge Jesus irreconhecível”, o analista português escreveu: “O Benfica investiu quase 100 milhões de euros, incluída a cláusula que pagou pela rescisão do contrato do técnico, para ter um time previsível, sem inspiração, sem criatividade, refletindo o pior trabalho de Jorge Jesus em sua volta a Portugal. O time está parado, sem evolução alguma, e o técnico se mostra perdido, até ao comparar o nível do futebol brasileiro ao da Premier League”.

TEMPORAL – O mau tempo que tem castigado São Miguel, a maior das nove ilhas vulcânicas dos Açores, no meio do Oceano Atlântico, fez o árbitro Helder Malheiro parar o jogo logo aos seis minutos, domingo (3), e remarcá-lo para ontem (4), quando a chuva diminuiu e as condições do gramado de Ponta Delgada melhoraram. O uruguaio Darwin Nuñez fez o gol do Benfica aos 33, após bela jogada do alemã Luca Waldshmidt, e o zagueiro português Fabio Cardoso empatou de cabeça, aos 15 do segundo tempo, com um passe raro de vôleio do atacante Crysan, ex-Athletico Paranaense.

CHOQUE FORTE – Logo no início do segundo tempo, os brasileiros Gilberto, ex-lateral do Fluminense, e Jean Patrick, ex-atacante do Volta Redonda, não se recuperaram de choque forte, de cabeça, e depois de oito minutos de paralisação, tiveram que ser substituídos. Foi o segundo caso grave de jogador brasileiro no fim de semana em Portugal, após a parada cardiorrespiratória do meia Alex Apolinário, ex-Cruzeiro, domingo (3), durante Alverca x Almeirim, da terceira divisão. O estado dele ainda é grave.

BRASILEIROS – No Clube Desportivo Santa Clara, oitavo com 14 pontos em 12 jogos – 4 vitórias, 6 derrotas, 2 empates, saldo negativo de 4 gols (11 a 15) -, jogam cinco brasileiros: o volante Anderson Carvalho, paulista de 30 anos; o meia Lincoln, gaúcho de 22 anos, e os atacantes Carlos Jr, baiano de 25 anos; Crysan, paulista de 24 anos, e Jean Patrick, mineiro de 25 anos. O técnico é Daniel Ramos, de 50 anos, natural da Vila do Conde, que antes dirigiu o Marítimo, da Ilha da Madeira.

O SPORTING, do técnico lisboeta Ruben Amorim, ganhou (2 x 0) do Braga, consolidando-se na liderança absoluta e invicta, com 32 pontos em 12 jogos – 10 vitórias, 2 empates e saldo de 20 gols (28 a 8) -; o Porto, do técnico Sergio Conceição, venceu (3 x 0) o Moreirense, e é vice-líder com 28 pontos em 12 jogos – 9 vitórias, 1 empate, 2 derrotas, saldo de 16 gols (31 a 15) -, e o Benfica, de Jorge Jesus, caiu para terceiro, com os mesmos pontos do Porto, mas com saldo de gols inferior (13).

Foto: Torcedores