Escolha uma Página

NÃO HÁ JOGO, independente do resultado, em que Vinícius Jr não esteja envolvido em algum comentário polêmico. Nem mesmo quando faz gol, e o Real Madrid vence, e até quando o gol vale classificação na Liga dos Campeões, como no 1 x 1 de ontem (6), com o Leipzig, no estádio Santiago Bernabeu, em Madrid.

DESSA VEZ, a crítica foi pelo empurrão de Vinícius em Willi Orban, capitão e autor do gol de empate, e ao apertar o pescoço do zagueiro alemão quando se levantou. “Era para ter sido expulso”, no consenso dos analistas que debateram os principais lances do jogo, durante duas horas, em programa de televisão.

A CRÍTICA MAIS DURA foi a do ex-atacante iugoslavo Mijatovic, de 55 anos, uma das legendas do Real Madrid, com 117 gols em 44 jogos, autor do gol do 1 x 0 na Juventus, que valeu o 7º título da Champions de 1997-98, após 32 anos de jejum: “A camisa do Real Madrid tem história e não tolera esse tipo de comportamento”.

EM ANÁLISE PAUSADA e ponderada, o ex-atacante disse mais: “Vinícius precisa se tranquilizar para ter futuro como um dos grandes da história desse clube. Na idade (23) em que está, tem que merecer orientação especial para se corrigir. É possível que as ofensas racistas também estejam lhe tirando a estabilidade emocional”.

VINÍCIUS JR tem sido alvo também de críticas no relacionamento com adversários, e até com os próprios companheiros de equipe, desde os tempos de Benzema. Alguns se sentem em situação bem desconfortável pelas suas reações explosivas, em que não raro aumenta o tom de voz, e por vezes, chega a gritar com eles.

Foto: TVI e UOL