Escolha uma Página

Enquanto o governo da França decidiu encerrar o campeonato faltando nove rodadas e Alemanha e Inglaterra fazem pressão para o retorno dos jogos finais de seus campeonatos serem retomados no final de maio, o presidente da Comissão Médica da FIFA, Michel D’Hogghe, belga de 74 anos, disse na noite de hoje (28): “É uma loucura voltar o futebol agora. O futebol é um esporte de contato direto. É importante ter mais paciência”.

DRAMÁTICA – O médico Michel D’Hooghe classifica a situação atual como a mais dramática vivida pelo mundo desde a Segunda Guerra, em 1945, ressaltando: “É impossível que alguém pretenda subestimar momentos tão delicados quanto os que estamos vivendo. É preciso que todos sejam realistas com relação à gravidade da Covid-19. É bom repetir: o futebol é um esporte de contato. A pandemia não acabou e se voltar poderá ser bem pior.

MICHEL D’Hooghe, presidente da Comissão Médica da FIFA, foi presidente da Real Associação de Futebol da Bélgica, de 1987 a 2001, e presidente do Clube Brugge, da Bélgica, de 2003 a 2009. É considerado na Europa como um dos nomes mais respeitados da evolução da ciência médica.

A FIFA deve baixar uma norma, tão logo o futebol for retomado: punição para o jogador que cuspir em campo.