ATLÉTICO E AMÉRICA empataram em um gol, no primeiro clássico mineiro da história de 62 anos da Libertadores, diante de 37.312 pagantes, mesmo com muita chuva na noite de ontem (13), no Mineirão, após um dia de calor intenso em Belo Horizonte. Árbitro: Patrício Loustau, da Argentina. R$2.150.741,00.

FELIPE AZEVEDO, atacante paulista de 35 anos, fez o belo gol do América logo aos 5 minutos. Depois de driblar o zagueiro uruguaio Diego Godin, que não tive pique para acompanhá-lo na corrida, Felipe Azevedo desferiu chute forte da entrada da área, no ângulo, sem nenhuma chance de defesa para o goleiro Everson.

EM APENAS UM TREINO, o técnico paulista Vagner Mancini armou forte esquema defensivo e o América se limitou aos contra-ataques após abrir o placar logo aos 5 minutos. O Atlético teve dificuldade para furar o bloqueio e só conseguiu o empate com o gol de Ademir, em flagrante impedimento, aos 40 minutos do 2º tempo.

O ERRO DO ASSISTENTE argentino Sebastian Raineri comprometeu a arbitragem de Patrício Loustau, que estava cumprindo boa atuação. Bom lembrar: não há VAR na fase de grupos da Libertadores. Os jogadores do América não se excederam na reclamação, mas o impedimento do atacante paulistano do Atlético foi bem claro.

O AMÉRICA foi o segundo a demitir técnico no Brasileiro de 2022, depois do Athletico Paranaense, que afastou Alberto Valentim, ainda no vestiário, após a goleada de 4 x 0 que sofreu do São Paulo no Morumbi. O América demitiu Marquinhos Santos, um dia depois da derrota para o Avaí por 1 x 0.

O ATLÉTICO estreou vencendo o Internacional por 1 x 0 no Mineirão e será visitante na 2ª rodada, domingo (17), no jogo com o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada, em Curitiba. O América receberá o Juventude, sábado (16), no estádio Independência, em Belo Horizonte.

CORINTHIANS VENCE – O Corinthians se reabilitou da derrota para o boliviano Always Ready por 2 x 0, na altitude de La Paz, ao vencer o Deportivo Cali, da Colômbia, por 1 x 0, na noite de ontem (13), na Arena Corinthians. O gol foi contra do zagueiro José Caldera, de cabeça, após rebatida do goleiro De Amores aos 23 do 2º tempo. Dia 26, o Corinthians receberá o Boca Juniors.

Foto: Futbolero Brasil