O Internacional deixou torcedores e dirigentes envergonhados com a maior goleada do Campeonato Brasileiro de 2021, imposta pelo Fortaleza com os 5 x 1 de ontem (6), na Arena Castelão, mas decidiu manter o técnico espanhol Miguel Ángel Ramirez, de 36 anos, que admitiu ter errado em poupar titulares para o jogo de quinta (10), em casa, em que só precisa empatar com o Vitória para se classificar às oitavas de final da Copa do Brasil, após vencer (1 x 0) em Salvador. 

RESPEITO – O ex-volante e técnico Dunga, de 57 anos, usou as redes sociais para pedir que o técnico tenha respeito ao futebol brasileiro. Bicampeão como jogador (83-84) e técnico (2013), no Inter, Dunga disse que “Abel Braga fez um baita trabalho, promoveu garotos, e com ele o time rendia. Esse técnico fala em Ferrari, mas não sabe dirigir. O Inter foi mal na final gaúcha, conseguiu se classificar na Libertadores como um dos piores e está iniciando mal o Brasileiro”.

PACIÊNCIA – Miguel Ángel Ramirez está se sentindo inseguro com os maus resultados, agravados pela goleada de 5 x 1, mas garante que “os jogadores compreendem e são favoráveis às ideias que estou tentando implementar”. Nos bastidores do clube, há comentários de que alguns dirigentes já sugeriram a contratação de Maurício Barbieri, técnico do Bragantino, depois da postagem de Dunga, que tem muito conceito pelo que foi como jogador e técnico campeão.

A GOLEADA – Com os 5 x 1 no Internacional, o Fortaleza lidera o Brasileiro 2021, empatado em pontos (6), mas em vantagem no saldo de gols (5) sobre o Athletico Paranaense (4) e o Atlético Goianiense (3), todos com 2 vitórias. O estreante Titi, zagueiro gaúcho de 33 anos, que voltou da Turquia, abriu a goleada aos 17 e Robson fez 2 x 0 aos 25. Na volta do intervalo, Pikachu – melhor do jogo – fez 3 x 0 aos 2 minutos e o quarto gol foi contra do zagueiro Zé Gabriel.

EXPULSÃO – O Internacional voltou para o segundo tempo com 10, pela expulsão do zagueiro Pedro Henrique, por falta grosseira no atacante Robson, atingido com a sola da chuteira. O meia Praxedes fez o gol do Internacional aos 17, mas o time não teve forças para continuar a reação. O Fortaleza, do técnico argentino Juan Pablo Vojdova, manteve o jogo sob controle e fechou a goleada aos 41 com Wellington Paulista.

FELIPE ALVES, Tinga, Titi (Ronald), Benevenuto e Pikachu; Jussa, Felipe (Ederson, Vargas (Luis Henrique) e Crispim; Davi (Romarinho) e Robson (Wellington Paulista) – o Fortaleza, campeão cearense, da maior goleada (5 x 1) do Campeonato Brasileiro de 2021. 

PALMEIRAS 3 x 1 – Depois da derrota na estreia para o Flamengo (1 x 0), no Maracanã, o Palmeiras se apresentou bem melhor ontem (6) e impôs 3 x 1 à Chapecoense, na estreia do técnico carioca Jair Ventura. A vice-campeã catarinense havia perdido por 3 x 0 na estreia, em casa, para o Bragantino. O Palmeiras decidiu no primeiro tempo, com os gols de Wesley aos 7 e aos 42, e o de Luiz Adriano aos 15. O meia gaúcho Busanello fez o gol da Chapecoense, de falta, aos 8.

BOM COMEÇO – O técnico português Antonio Oliveira, lisboeta de 38 anos, ex-zagueiro, faz bom começo no Athletico Paranaense, que estreou vencendo (1 x 0) o América Mineiro e ontem (6), fora de casa, ganhou por 3 x 0 do Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, na Serra gaúcha. O meia Jadson, de 37 anos, paranaense de Londrina, foi o destaque com dois gols no primeiro tempo, e Nikão completou os 3 x 0 aos 44 do segundo tempo.

Foto: UOL