CAMPEÃ DO MUNDO PELA ÚNICA VEZ EM 2010, a Espanha disputará sua 12ª Copa consecutiva em 2022, garantida com a vitória da noite deste domingo ( 14 ) sobre a Suécia por 1 x 0, no Estádio Olímpico de La Cartuja, na cidade de Sevilha. O gol foi do atacante Álvaro Morata, madrilenho de 29 anos, da Juventus de Turim, emprestado pelo Atlético de Madrid. Rodrigo Moreno, carioca de 30 anos, iniciado na base do Flamengo em 2002, é o único brasileiro da seleção espanhola.

RENOVAÇÃO – O trabalho corajoso do técnico Luis Enrique Martinez, de 51 anos, de renovação da seleção, deu resultado em curto tempo e a Espanha comemora a classificação. Campeão no Real Madrid e no Barcelona, onde ganhou oito títulos como técnico, o ex-meia foi medalha de ouro com a seleção nos Jogos Olímpicos de 92. O volante Pablo Gavi, de 17 anos, do Barcelona, é o símbolo da renovação da seleção espanhola, que em novembro de 2022 estará no Catar.

UNAI SIMON, Azpilicueta, Laporte, Pau Torres e Jordi Alba; Gavi (Brais), Busquets e Soler (Mikel Merino); Pablo Sarabia (Álvaro Morata), De Tomás (Rodrigo Moreno) e Dani Olmo (Rodri) – a seleção do técnico Luis Enrique no 1 x 0 na Suécia. Álvaro Morata e Rodrigo Moreno entraram aos 14 do segundo tempo, dando ainda mais ritmo, criatividade e poder de finalização. Robin Olsen, goleiro sueco de 31 anos, 1,96m, do Sheffield United, emprestado pela Roma, fez pelo menos quatro grandes defesas, evitando a goleada.

DAS 20 FINALIZAÇÕES, 14 foram da Espanha, nove na direção do gol, seguindo o conceito do técnico Luis Enrique: “A seleção, como todas as equipes que dirijo, sabe se defender, mas joga sempre em busca do gol”. Outro ponto importante na classificação da Espanha foi a precisão nos passes, com acerto de 93%, enquanto o bloqueio na marcação não deixou que a Suécia efetuasse além de 196 passes, sem chegar aos 50% de precisão. 

ESPANHA 1 x 0 SUÉCIA, com arbitragem segura do alemão Felix Brych, registrou 28 faltas, 15 da Suécia, e dos três cartões amarelos, só um aplicado em jogador da Espanha. Foi o 52º jogo da seleção em Sevilha, desde 1923, com 41 vitórias, 7 empates, 4 derrotas, e o técnico explicou: “Sevilha tem uma cor especial: o vermelho da Espanha”. Capital da região da Andaluzia, no belo Sul da Espanha, Sevilha é a quarta maior cidade do país.

RODRIGO MORENO, carioca de 30 anos, começou na base do Flamengo em 2002, junto com o meia Tiago Alcântara, nascido na Itália, enquanto o pai, Mazinho, campeão no Vasco, Palmeiras e na seleção de 94, jogava no Lecce. Rodrigo é filho do ex-lateral Adalberto, campeão no Flamengo nos anos 80, e criou com Mazinho uma escolinha na Espanha. Rodrigo foi do Real Madrid, Benfica e Valencia, e é da seleção espanhola desde 2014, após cinco categorias de base.

ENQUANTO XAVI, novo técnico do Barcelona, que acertou a volta de Daniel Alves e está pedindo que o clube contrate Tiago Alcântara, atualmente no Liverpool, depois de brilhar em cinco temporadas no Bayern Munique, Rodrigo Machado se destaca, ao lado de Raphinha, recém-integrado à seleção brasileira, no Leeds United, da Inglaterra. Rodrigo disse que só se naturalizou espanhol após sentir que não teria chance de ser convocado para a seleção brasileira.

Foto: JC Online