Escolha uma Página

COM ATUAÇÃO SEGURA, a Espanha mostrou força na estreia, ao vencer a Croácia por 3 x 0, neste sábado (15), no Estádio Olímpico de Berlim, no primeiro jogo da Eurocopa 2024, com todos os gols no 1º tempo. Foi a sétima vitória em estreia, em que só perdeu em 2000 para a Noruega por 1 x 0.

AO MARCAR O 1º GOL, aos 29 minutos, Alvaro Morata igualou-se ao inglês Alan Shearer e ao francês Antoine Griezmann, com 7 gols, como terceiro artilheiro da Eurocopa, depois do francês Michel Platini, com 9, e de Cristiano Ronaldo, com 14 gols.

AO MARCAR O 2º GOL, aos 32 minutos, seu 3º em 24 jogos, Fabian Ruiz fez o 51º da seleção, em 16 jogos sob a direção do técnico Luis de la Fuente, que assumiu em dezembro de 2022 e já renovou contrato até a Copa do Mundo de 2026.

AO MARCAR O 3º GOL, aos 47 minutos, seu 7º em 41 jogos, Dani Carvajal tornou-se o lateral mais velho, aos 32 anos, depois de Azpilicueta, aos 31, a fazer gol com assistência do mais jovem, o canhoto Lamine Yamal, de 16 anos, estreante em Eurocopa. Carvajal fez o gol da vitória da 15ª Champions do Real Madrid.

UNAI SIMON, de 27 anos, 1,91m, do Atlético Bilbao, tornou-se o primeiro goleiro espanhol a defender um pênalti na Eurocopa, na cobrança do atacante Petkovic, que sofreu a falta, aos 36 do 2º tempo, do volante Rodri, único com cartão amarelo do jogo.

FOI O 10º JOGO de sua história nas Eurocopas em que a Espanha marcou três gols ou mais, e chegou aos 70 gols, como segunda seleção com mais gols na fase final, depois da Alemanha, que com 5 x 1 na Escócia, chegou aos 84 gols.

A SELEÇÃO DO 3 x 0 na Croácia: Unai Simon, Carvajal, Le Normand, Nacho e Cucurella; Rodri (Zubimendi), Pedri (Olmo) e Fabian Ruiz; Lamine Yamal (Ferran Torres), Alvaro Morata (Oyarzabal) e Nico Williams (Mikel Merino).

O SEGUNDO JOGO da Espanha será com a Itália, na próxima 5ª feira (20), na Arena Veltins, em Gelsenkirchen, e os jogadores querem dedicar a vitória ao técnico Luis de la Fuente, ex-volante de nível técnico médio, que no dia seguinte completará 63 anos.

PELA PRIMEIRA VEZ, os presidentes das Federações trocaram de camisa antes do jogo. Pedro Rocha, da Real Federação Espanhola de Futebol, ofereceu a 24 a Marijan Kusti, da Federação Croata de Futebol, que retribuiu com a 10.

ESPANHA 3 x 0 CROÁCIA, no Estádio Olímpico de Berlim, registrou 68.840 torcedores. O árbitro inglês Michael Oliver, de 39 anos, marcou 27 faltas (14 da Croácia) e só advertiu com cartão amarelo o volante espanhol Rodri, ao cometer o pênalti.

O TÉCNICO Zlatko Dalic, ex-volante de 57 anos, classificou a atuação como “a mais apática”, desde que assumiu a seleção da Croácia, em outubro de 2017. Com ele, a Croácia foi finalista da Copa do Mundo, pela primeira vez em 2018, perdendo para a França, e semifinalista em 2022, perdendo para a Argentina.

SUÍÇA VENCE HUNGRIA

NO PRIMEIRO JOGO do segundo dia da Eurocopa, a Suíça venceu a Hungria por 3 x 1, neste sábado (15), diante de 41.676 torcedores no RheinEnergieStadion, da cidade de Colônia. O domínio foi quase total e os suíços já saíram para o intervalo com 2 x 0.

O ATACANTE Duah, de 27 anos, do Ludogorets, da Bulgária, abriu o placar aos 12 minutos, e o meia Arbischer, de 27 anos, do Bologna, fez o 2º aos 45. O atacante Barnabás Vargas, de 29 anos, do Ferencvaros, fez o gol da Hungria aos 21 do 2º tempo, e o atacante Embolo, de 27 anos, do Mônaco, marcou o 3º aos 48.

A SELEÇÃO SUÍÇA é dirigida pelo ex-zagueiro Murat Yakim, de 49 anos, suíço descendente de turcos, e o técnico da Hungria, desde junho de 2018, é o ex-zagueiro italiano Marco Rossi, de 59 anos. O jogo foi apitado pelo esloveno Slavko Vincic, de 49 anos, que marcou 22 faltas (9 da Hungria) e advertiu dois de cada seleção com cartão amarelo.

Fotos: CNN Brasil e UEFA Eurocopa