Escolha uma Página

Foto: CARL RECINE ACTION IMAGES VIA REUTERS

No estádio Benito Villamarin, em Sevilha, a Espanha sofreu a primeira derrota (3 x 2), desde que o técnico Luis Enrique assumiu após a Copa do Mundo, na noite desta segunda (15), pela Liga das Nações. A Inglaterra, do técnico Gareth Southgate, que renovou contrato até a próxima Copa em 2022, fez um primeiro tempo primoroso e já saiu para o intervalo com 3 x 0, gols de Raheem Sterling aos 16 e aos 38, e Marcus Rashford aos 29 minutos. No segundo tempo a Espanha marcou dois gols de cabeça, com o atacante Paco Alcácer aos 13 e o zagueiro Sergio Ramos aos 52 minutos.

15 ANOS DEPOIS – A Espanha sofreu três gols em um jogo pela primeira vez e não era derrotada em casa desde o amistoso de 2003 com a Grécia (2 x 1), que no ano seguinte ganharia a Eurocopa ao vencer a decisão com Portugal, que tinha como técnico Luiz Felipe Scolari. Em seus domínios, antes da derrota desta segunda (15) para a Inglaterra, a seleção da Espanha se manteve invicta em 38 jogos, com 34 vitórias e 4 empates.

MESMA IDADE – Por coincidência, as duas seleções foram dirigidas no jogo desta noite, em Sevilha, por dois de seus técnicos mais jovens. Luis Enrique Martinez e Gareth Southgate, 48 anos, nasceram em 1970. O técnico espanhol, em 8 de maio, na cidade portuária de Gijón, e o técnico inglês, em 3 de setembro, em Watford, a 32 km de Londres. Southgate foi zagueiro campeão inglês 93-94 como capitão do Crystal Palace, e Luis Enrique foi meio-campo campeão no Real Madrid e Barcelona.

Foto: brasil.elpais.com

DESTAQUE – Mesmo sem ter marcado, Harry Kane, 25 anos, atacante do Tottenham de Londres, foi o destaque da Inglaterra. Ele participou dos três gols, com assistências especiais para Raheem Sterling assinalar o primeiro e o terceiro, e para Marcus Rashford fazer o segundo gol. Em sua edição online, o diário inglês The Sun resumiu a atuação de Kane: “Primorosa”. Com seis gols e o quarto lugar, Kane foi o artilheiro da Copa do Mundo de 2018 na Rússia.

IMPECÁVEL – Outro a reconhecer a grande atuação de Kane foi o diário Marca – principal jornal esportivo da Espanha -, que ao lado de uma foto dele só usou uma palavra: “Impecável”. O jornal resumiu os 3 x 2 sofridos: “A seleção da ilusão sofre uma dolorosa derrota”. Marca destacou também: “De repente, o sólido grupo de Luis Enrique tornou-se um rabisco. Nada funcionou. A defesa acumulou erros e fracassos. No ataque, Rodrigo e Aspas eram inofensivos”.

APESAR DA PERDA da invencibilidade, a Espanha segue líder do Grupo com 6 pontos e a Inglaterra em segundo com 4. O próximo jogo da Espanha será dia 15 de novembro com a Croácia, campeã do mundo. No estádio onde perdeu hoje da Inglaterra, a Espanha havia obtido a maior vitória da história de sua seleção: 12 x 1 na seleção de Malta, em 21/12/83. 

DUAS GOLEADAS – No estádio Benito Villamarin, em Sevilha, onde a Espanha perdeu (3 x 2) hoje da Inglaterra, a seleção brasileira aplicou duas goleadas na Copa do Mundo de 1982: 4 x 1, de virada, na Escócia, gols de Zico, Oscar, Eder e Falcão, em 18 de junho, e cinco dias depois, 4 x 0 na Nova Zelândia, com os gols de Falcão, Serginho e dois de Zico.