Escolha uma Página

UM DIA DEPOIS de o Barcelona eliminar o Napoli (3 x 1), campeão italiano de 2023-2024, o Atlético de Madrid eliminou a Inter de Milão (3 x 2 nos pênaltis), virtual campeã italiana de 2023-2024, na noite desta 4ª feira (13), diante de 69.196 torcedores, recorde do estádio Cívitas Metropolitano, em Madrid.

O ATLÉTICO NÃO SÓ ELIMINOU a atual vice-campeã, que perdeu a decisão da Champions de 2022-2023 para o Manchester City (1 x 0), mas também pôs fim à invencibilidade de 13 jogos da Inter, que tinha a segunda defesa menos vazada (5), e pela primeira vez, sofreu dois gols em um jogo na Champions 2023-2024.

COM A VANTAGEM do empate, pelo 1 x 0 em Milão, a Inter saiu na frente com o gol do lateral-esquerdo Federico Dimarco, aos 33, mas o Atlético reagiu rápido, e empatou aos 25, com o meia francês Antoine Griezmann, seu 5º gol em 5 jogos, igualando-se como artilheiro da Champions a Mbappé, Kany e Haaland com 6.

NA VOLTA DO INTERVALO, a Inter tentou manter o 1 x 1, que lhe daria a 14ª participação nas quartas de final, mas o Atlético pressionou e conseguiu levar o jogo à prorrogação, com o gol do atacante holandês Memphis Depay, aos 43, com uma virada de emocionar os quase 70 mil torcedores madrilenhos.

O FATO INUSITADO da prorrogação foi aos 10 minutos, quando o atacante francês Marcos Thuram, de 26 anos, filho do ex-zagueiro Lilian Thuram, campeão do mundo em 98, segurou e apertou o pau do meia sérvio Savic, com força e com vontade, e depois riram. O árbitro e o VAR ignoraram a cena.

COM OS GOLEIROS Jan Oblak, esloveno de 31 anos, do Atlético, e Yann Sommer, de 35, se sobressaindo, o 2 x 1 foi mantido na prorrogação sob muita tensão, mas bem controlada pelo polonês Szymon Marciniak, de 43 anos, árbitro de França 3 x 3 Argentina (4 x 2 nos pênaltis), na final da Copa do Mundo de 2022.

NAS COBRANÇAS, Çalhanoglou 1 x 0 Inter, Memphis Depay 1 x 1. Oblak defendeu a cobrança de Alexis Sanchez; Sommer defendeu a de Saul, e Oblak a de Klaasen. Riquelme 2 x 1 Atlético; Acerbi 2 x 2; Correa 3 x 2, e o argentino Lautaro Martinez, artilheiro do Italiano, chutou por cima.

ATLÉTICO 2 x 2 INTER registrou 35 faltas (21 do Atlético), três cartões amarelos (Çalhanoglu, Acerbi e Bisseck, da Inter) e Hermoso e Koke. O argentino Diego Simeone, ex-meia de 53 anos, técnico do Atlético desde 2011, não quis ver as cobranças de pênaltis. No final, em lágrimas, bateu palmas para os torcedores.

SERÁ A 12ª PARTICIPAÇÃO do Atlético nas quartas de final. A última havia sido em 2021-2022. Considerado de alto risco, o jogo mobilizou 2.126 agentes de segurança da Polícia Nacional e da Guarda Municipal de Madrid. Torcedores do Atlético fizeram cântico racista: “Olé, olé, olé, Vini chimpanzé”.

NA ALEMANHA, o Borussia Dortmund voltou às quartas de final depois de três temporadas, ao vencer o PSV por 2 x 0, gols do inglês Jadon Sancho, emprestado pelo Manchester United, e do alemão Marco Reus. Os times haviam empatado (1 x 1), no jogo de ida, em Eindhoven, no Sul da Holanda.

DOS OITO DAS QUARTAS de final, só quatro são campeões: Real Madrid (14 vezes), Bayern Munique (6), Barcelona (5) e Manchester City, atual campeão. PSG, Arsenal, Borussia Dortmund e Atlético de Madrid tentam o 1º título. O sorteio será 6ª feira (15), na sede da União Europeia de Futebol, na Suíça, e os jogos serão entre 9 e 17 de abril.

O MILAN, 2º MAIOR CAMPEÃO com sete títulos, o último em 2006-2007, pode ser impedido de participar das competições europeias, caso se confirme que a transferência de propriedade do clube, entre os fundos de investimento dos Estados Unidos, RedBird e Elliot, não foi realizada de forma legal.

A POLÍCIA FINANCEIRA italiana realizou operação na última 3ª feira (12), na sede do Milan, em busca de documentos que podem comprovar que a venda do clube foi fictícia, simulada. A notícia foi divulgada pelos principais veículos da mídia europeia, mas os dirigentes do clube de San Siro se mantiveram em silêncio.

Fotos: Flash Score, Divulgação Atlético de Madrid e Terra