Alberto Valentim, de 44 anos, demitido do Vasco depois de perder o Campeonato Carioca para o Flamengo, será o técnico do Avaí, último colocado e único sem vitória depois de nove rodadas do Brasileirão 2019. Geninho, de 71 anos, no Avaí  desde abril de 2018, levou o time de volta à Série A e ao título catarinense de 2019, mas foi demitido após quatro empates e cinco derrotas. Geninho também dirigiu o time na volta à Série A do Brasileirão em 2015. O Avaí é o primeiro a demitir técnico no atual campeonato. Bom lembrar: o Flamengo não demitiu Abel Braga; foi o técnico pediu para sair. 

OS NOVE JOGOS – Geninho foi demitido do Avaí por não ter conseguido tirar o time da zona de rebaixamento. Nos quatro jogos em Florianópolis, o Avaí ficou no 0 x 0 com CSA e São Paulo; 1 x 1 com o Grêmio e perdeu (2 x 1, de virada) para o Ceará. Nos cinco jogos como visitante, perdeu de 2 x 0 do Internacional e do Palmeiras; de 1 x 0 do Bahia e 2 x 1 do Atlético Mineiro. O melhor resultado fora de casa foi o 1 x 1 com o Vasco, ao marcar o gol de empate nos minutos finais.

NOVO TÉCNICO – Alberto Valentim trabalhará pela primeira vez no Avaí, depois de curta passagem como interino do Palmeiras e de ter sido campeão carioca em 2018 com o Botafogo. Foi do Vasco de 26 de agosto de 2018 a 21 de abril de 2019, demitido após 18 vitórias, 13 derrotas e 11 empates, um dia depois de perder a decisão do Campeonato Carioca, derrotado, sem fazer gol, nos dois jogos finais pelo Flamengo.

A apresentação de Valentim no Avaí será na próxima segunda (24) e ele terá duas semanas para treinar o time para o reinício do Brasileirão. O primeiro jogo, pela décima rodada, será sábado (13) com o Fortaleza, no Castelão, e os outros dois jogos de julho, em casa com o Goiás e fora com o Santos. O Avaí tem o segundo pior ataque (4) e a quinta pior defesa (11). Os quatro últimos:Chapecoense8 pontos (saldo menos 4), Cruzeiro8 pontos (saldo menos 7), CSA6pontos, Avaí4 pontos.

Foto: André Durão/GloboEsporte.com