Técnico da última Copa do Mundo que o Brasil ganhou em 2002, Luis Felipe Scolari voltou com vitória ao comando de um time na Série B do Campeonato Brasileiro, depois de 19 anos e seis meses, no 1 x 0 do Cruzeiro sobre o Operário, na noite de ontem (20), no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa, quarto município mais populoso do Paraná, a 103 km da capital Curitiba. O gol foi do atacante cearense Artur Caíke, de 28 anos, aos 40 do segundo tempo, com assistência do volante Airton.

OS EXEMPLOS – O novo técnico do Cruzeiro, pela primeira vez  na Série B, recorda exemplos de treinadores de grandes conquistas, que também dirigiram equipes famosas na segunda divisão. Didier Deschamps, terceiro campeão do mundo (meio-campo e técnico) na seleção da França em 98 e 2018, recolocou a Juventus, atual eneacampeã, na Série A italiana em 2006-07, tal como o treinador argentino Marcelo Bielsa fez com o Leeds United, que estava há 16 anos fora da Premier League.

INÉDITO -O último jogo de Scolari na Série B havia sido em 14 de abril de 1991, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, na Serra gaúcha, dirigindo o Criciúma na derrota (2 x 1) para o Juventude. No mesmo ano, o time catarinense tornou-se o primeiro da Série B a ganhar invicto – 6 vitórias, 3 empates – a Copa do Brasil, 0 x 0 e 1 x 1 na decisão com o Grêmio, e a classificação inédita para a Libertadores de 92. É o que Scolari quer repetir este ano para recolocar o Cruzeiro de volta à Série A em 2021.

SUPERGOLEIRO – O mato-grossense Fabio, de 40 anos, 1,88m, voltou a ser o destaque do Cruzeiro, que defende desde 2005, ao completar 904 jogos na noite de ontem (20), garantindo a vitória com defesa excepcional, em chute forte e colocado do zagueiro Bonfim, aos 48 do segundo tempo. No 0 x 0 da última sexta (16), no Mineirão, com o Juventude, Fabio evitou a derrota ao defender um pênalti, repetindo a grande atuação do 1 x 1 no jogo anterior com o Confiança, em Aracaju.

TIME DA ESTREIA – Na volta de Luis Felipe Scolari à Série B, o time do Cruzeiro, que ganhou (1 x 0) do Operário, teve Fábio, Rafael Luis, Cacá, Ramon e Mateus Pereira; Adriano, Jadson Silva, Regis (Airton) e Marquinhos Gabriel (Maurício); Artur Caíke (Jadson) e Marcelo Moreno. O Cruzeiro é décimo sétimo com 16 pontos em 17 jogos  6 vitórias, 4 empates, 7 derrotas, sem saldo de gol (16 a 16) – e o próximo jogo será domingo (25), no estádio dos Aflitos, com o Náutico, décimo quinto com 18 pontos, que na noite de ontem (20), venceu (1 x 0) o Oeste, último colocado, com 7 pontos.

G4 DA SÉRIE B – A Chapecoense, tentando a volta à Série A em 2021, goleou (5 x 0) a Ponte Preta, na noite de ontem (20), em Campinas, assumiu a liderança com 33 pontos, mas pode cair para o segundo lugar, se o Cuiabá, com 32, vencer hoje (21), na Arena Pantanal, da capital mato-grossense, o Paraná Clube, sexto com 24 pontos. O América Mineiro, terceiro com 27 pontos, venceu (3 x 1) o Brasil de Pelotas, no estádio Independência, em Belo Horizonte. A Ponte, apesar da goleada, manteve o quarto lugar, com 27.

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro