A vitória da noite de ontem (6) sobre o Atlético Paranaense por 1 x 0, em São Januário, manteve o Vasco no G4 pelo saldo de gols (6 a 1) em que supera o Flamengo. Os arquirrivais estão iguais em pontos (14) e vitórias (4), embora o Vasco tenha menos um jogo, em empates (2), e o Vasco só tenha perdido 1 jogo, enquanto o Flamengo perdeu 2. Vasco e Flamengo também estão iguais em gols marcados (11), mas o Vasco sofreu 5 e o Flamengo sofreu 10 gols.

FOI POUCO – O Vasco decidiu o jogo no primeiro tempo, em jogada bem trabalhada pelos argentinos Martin Benitez e German Canovice-artilheiro com 5, a 1 gol de Tiago Galhardo, do Internacional. Após lance de alta criatividade com Pikachu, que também esteve muito bem no jogo, Benitez fez o cruzamento preciso para a finalização de Cano, logo aos 7 minutos. Aos 39, em cobrança de escanteio com muito efeito, Benitez quase fez gol olímpico, que o goleiro Santos evitou com grande defesa.

MÁQUINA DE GOL, expressão usada pela FIFA – órgão máximo do controle do futebol mundial -, em suas redes sociais, logo após a vitória do Vasco, referindo-se ao atacante: “O argentino German Cano é uma autêntica máquina de gol”. Na mensagem, a FIFA comenta que “Cano pode ser o primeiro estrangeiro a se tornar artilheiro do Campeonato Brasileiro, e com seus gols, o Vasco aparece como um dos mais favoritos ao título de campeão”. Torcedores do Vasco estão vibrando com a postagem.

SOB CONTROLE -A defesa do Vasco, que não sofreu gol em quatro dos sete jogos, mostrou-se muito segura e os zagueiros Marcelo Alves, de 22 anos, 1,92m, e Miranda, de 20 anos, 1,82m, repetiram a atuação segura que tiveram no empate (2 x 2) com o Santos, na Vila Belmiro. O Vasco soube manter o jogo sob controle, e aos 38 do segundo tempo, teve gol de Ribamar bem anulado, por falta de Bruno Gomes em Christian, antes da assistência.

 JOGO EXEMPLAR – Vasco 1 x 0 Athletico Paranaense deve ser exaltado como jogo exemplar. Pela primeira vez, em oito rodadas Campeonato Brasileiro de 2020, nenhum cartão amarelo foi aplicado. O árbitro Raphael Claus, que por coincidência fez 41 anos (6/9/1979), elogiou nível disciplinar elevado das equipes. Com mais de 30 decisões nacionais e internacionais,Raphael Claus, da Federação Paulista, é um dos árbitros cotados para a Copa do Mundo de 2022. Ele e Wilton Sampaio, da Federação Goiana.

VASCO – Fernando Miguel, Pikachu, Miranda, Marcelo Alves e Neto Borges; Andrey, Felipe Bastos (Bruno Cesar) e Benitez (Bruno Gomes); Catatau (Cayo Tenório), Cano (Ribamar) e Talles (Carlinhos). Técnico – Ramon Menezes. Os próximos jogos do Vasco serão no Rio, quinta (10), em São Januário, com o Atlético Goianiense, e domingo (13), com o Botafogo, no estádio Nilton Santos. 

ATHLETICO – Santos, Erick, Lucas Halter (Lucho Gonzalez), Pedro Henrique e Marcio Azevedo (Abner); Richard (Alvarado), Christian e Leo Cittadini; Geuvanio, Bissoli (Bruno Leite) e Fabinho (Pedrinho). Técnico interino – Eduardo Barros. O Athletico é décimo sexto com 7 pontos em 8 jogos – 2 vitórias, 5 derrotas (o que mais perdeu, junto com o Coritiba), saldo negativo de três gols (6 a 9) – e os próximos jogos serão na Arena da Baixada, em Curitiba, quarta (9), com o Botafogo, e domingo (13), com o Coritiba.

Foto: Twitter FIFA