A FIFA criou um grupo de trabalho para estudar a volta do futebol após a pandemia do novo coronavírus e o vice-presidente Victor Montaglianni destacou na reunião desta terça (7), em videoconferência: “Nossa primeira proposta é pela conclusão da temporada 2019-2020, com a realização de todos os jogos dos campeonatos nacionais, com os vencedores conhecidos em campo“.

LINHA FIRME – O vice-presidente salientou também que “a orientação do presidente Gianni Infantino é para que sejam encontradas soluções simples e justas para lidar com as circunstâncias e proteger empregos, preservando por igual o interesse dos clubes e dos jogadores, sem que haja ainda mais prejuízo para as partes”. Montaglianni, italiano de 54 anos, é presidente da Associação Canadense de Futebol desde 2012 e da Concacaf desde 2016.

SAÚDE – O vice-presidente da FIFA ressaltou que “a volta do futebol, com ou sem público, estará condicionada às decisões da Organização Mundial da Saúde (OMS) e que cada país não deixe de cumprir à risca todas as determinações das autoridades sanitáriasVictor Montaglianni salientou também: “É obrigação dos clubes encontrar soluções justas, a fim de que não se prejudiquem nem o interesse de seus funcionários”.

SEM DATA – O vice-presidente da FIFA deixou claro que “não data marcada para a volta do futebol, que continua esperando pela decisão das autoridades responsáveis pela Saúde”. Ele antecipou que “a FIFA sugere a prorrogação dos contratos dos jogadores até que sejam concluídos os campeonatos, assim como que as transferências só sejam acertadas depois que terminar a temporada, evitando conflito de interesses”.

Foto: Portal Mix Vale