MESMO SEM QUATRO TITULARES – Bruno Henrique, Gabriel, Diego e Filipe Luis -, o Flamengo venceu o Palmeiras de virada (3 x 1), na tarde de ontem (12), no Allianz Parque, em São Paulo, e subiu ao terceiro lugar, com 34 pontos, com menos dois jogos que o Atlético Mineiro, líder com 42. O Flamengo ultrapassou Fortaleza (33) e Bragantino (32), e ficou a 1 ponto do vice-líder Palmeiras, com 35. Bom dizer: o time terminou só com dois titulares: Diego Alves e Willian Arão.

BEM RÁPIDO – O Palmeiras fez 1 x 0, gol do atacante Wesley, aos 15 minutos, batendo de pé direito no canto esquerdo, em boa reposição manual do goleiro Weverton, mas o Flamengo reagiu bem rápido, empatando aos 17, com a cabeçada de Michael, no canto direito, após cruzamento de pé direito de Everton Ribeiro. Cinco minutos depois, o time ficou sem mais um titular: Arrascaeta sentiu a coxa esquerda e foi substituído por Vitinho aos 24.

A VIRADA – Autor do gol da vitória (1 x 0) no jogo do turno, no Maracanã, Pedro fez o gol da virada, de cabeça, após o escanteio que Vitinho bateu de pé trocado aos 12 minutos. Sem marcar há nove jogos, Pedro teve que sair aos 27 minutos, sentindo dores na coxa esquerda. O Palmeiras tentou reagir, com três substituições simultâneas aos 28, mas o Flamengo liquidou o jogo aos 36 minutos, com o segundo gol de Michael, em chute rasteiro no canto direito.

BOM SALDO – Com o ataque mais positivo (35) e a segunda defesa menos vazada (17) -, a primeira é a do Atlético Mineiro com 13 -, o Flamengo tem o melhor saldo de gols (18) – o segundo é o do Atlético Mineiro (16) -, entre os quatro primeiros colocados. Bruno Henrique, ainda sem previsão de volta, é um dos artilheiros com 8, igual a Edenilson, do Internacional, e Gilberto, do Bahia. A média de gols do Flamengo é de 2.05 gols por jogo, com 35 marcados em 17 jogos.

59 ANOS – Os jogadores dedicaram a vitória ao técnico Renato Portaluppi pelos 59 anos que completou na última quinta (9). Desde que assumiu, em 24 de julho – 1 x 0 no Defensa y Justicia, na Argentina -, foi a décima terceira vitória do time, que só perdeu (4 x 0) para o Internacional, no Maracanã, e empatou com o Ceará (1 x 1), em Fortaleza. Entre as 13 vitórias, 8 goleadas, as mais expressivas por 5 x 0 no Bahia, na estreia; 4 x 0 no Grêmio e no Santos; 5 x 1 no São Paulo e no Olímpia, e 6 x 0 no ABC.

VOLTA DO PÚBLICO – O Flamengo terá a volta do público nos dois próximos jogos com o Grêmio, no Maracanã, quarta (15), pela Copa do Brasil, e domingo (19), pelo Campeonato Brasileiro, com o ingresso mínimo a R$100. O jogo seguinte será com o América Mineiro, em Belo Horizonte, e o Flamengo iniciará outubro, no Maracanã, com Athletico Paranaense, dia 3. Algo diferente: os times se enfrentarão no returno, sem terem disputado o jogo do turno.

ATLÉTICO MINEIRO – De acordo com a tabela do Campeonato Brasileiro, o último jogo de outubro será Flamengo x Atlético Mineiro, dia 31, pela rodada 29, no Maracanã. Antes, o Flamengo fará dois jogos consecutivos como visitante, com o Bragantino, dia 6, e com o Fortaleza, dia 9, e terá quatro jogos seguidos no Maracanã, com Juventude, dia 13; Cuiabá, dia 17, e Fluminense, dia 24.

BRAGANTINO CAI – O Bragantino deixou o G-4, ao perder, em casa, por 2 x 1 para a Chapecoense, que ganhou a primeira, depois de 7 empates e 12 derrotas, mas continua na lanterna e com pouca chance de escapar do rebaixamento. O Bragantino caiu para o quinto lugar com 32 pontos, após a terceira derrota.

NONA DERROTA – No primeiro jogo sem o técnico português Antonio Oliveira, que pediu demissão, o Athletico Paranaense sofreu a nona derrota: 2 x 0 para o América Mineiro, ainda primeiro dos quatro últimos com 21 pontos, após a quinta vitória. Em queda livre, o Athletico está no meio da tabela: décimo com 24 pontos, depois da nona derrota, e sem saldo de gol (23 a 23). 

MÁ ESTREIA – O técnico Tiago Nunes, contratado para a vaga do demitido Guto Ferreira, fez má estreia no Ceará, perdendo no primeiro jogo de ontem (12) para o Grêmio por 2 x 0, em Porto Alegre. O Ceará é décimo primeiro, igual em pontos (24) ao Athletico Paranaense, mas com menos uma vitória (6 a 7). Com a quinta vitória, o Grêmio é décimo oitavo com 19 pontos, ainda tentando escapar do rebaixamento.

Foto: CNN Brasil