Depois da boa notícia da contraprova negativa do terceiro exame, que desfez as dúvidas quanto ao positivo fraco e ao inconclusivo, o Flamengo só espera agora comemorar em dose dupla com o acerto da renovação do contrato de  Jorge Jesus. O clube disse não ter palavras para agradecer aos torcedores pela corrente positiva, e o técnico revelou alívio com o resultado, prometendo continuar rezando para que todos os infectados se recuperem rápido.

TRANQUILO – O impacto da informação de que o técnico havia testado positivo causou impacto forte e muita apreensão, sobretudo porque Jorge Jesus, aos 65 anos, se enquadra entre os mais velhos de alto risco. No entanto, o técnico mostrou-se calmo após o primeiro exame ser divulgado, revelando que se sentia tranquilo e bem, sem se mostrar preocupado. O clube, jogadores e torcedores comemoraram nas redes sociais manifestando muita alegria.

DUAS PARTES – Não está decidido se o clube aproveita o momento de alegria para completar a felicidade ou se vai esperar alguns dias para retomar a conversa para a renovação do contrato. O que está certo é que o tema será tratado em duas partes: os valores e o tempo. O Flamengo se baseia em dois anos. Os agentes decidem depois de ouvir o que mais é conveniente ao técnico, que em princípio pensa no acerto por mais um ano.

O PROBLEMA – Em negociação desse nível, os valores com certeza serão o maior problema e não apenas porque o técnico, depois dos títulos conquistados, queira ganhar mais, mas porque a desvalorização da moeda vai pesar em dobro. Ele vive no Brasil, mas quer ganhar em euros, como se estivesse na Europa. E além de pedir um salário acima da média dos treinadores do país, quer que o clube assuma os impostos, o que chega a ser quase outro salário.

QUEM DECIDE – Embora o advogado português Bruno Macedo seja um de seus agentes, quem decide mesmo é o paulista Giuliano Bertolucci, aos 46 anos, considerado um dos agentes mais influentes do futebol. Ele é herdeiro da Lorenzetti, a mais renomada empresa na fabricação de chuveiros, e dono da Euro Export, agência que já movimentou muitos milhões de euros. Giuliano é considerado a cabeça que pensa e decide bem, e rápido.

VALORES – Não foram poucas as transações bem-sucedidas de Giuliano Bertolucci, mas nem é preciso citar tantas para destacar a importância do trabalho dele. Em janeiro de 2018, ele efetuou a transferência do meia carioca Philippe Coutinho do Liverpool para o Barcelona, algo em torno de R$400 milhões. Ele também envolveu tipo 250 milhões de euros nas transações de David Luiz (Chelsea/Arsenal), Oscar (Chelsea/Shangai) e Marquinhos (PSG). Uma grande máquina de (excelentes) negócios.

Foto: THIAGO RIBEIRO/AGIF