O Flamengo tem boa lembrança do jogo mais recente com o Grêmio, na noite de 23 de outubro de 2019, em que goleou (5 x 1) pelas semifinais da Libertadores, e acredita no retrospecto para a primeira vitória, no Maracanã, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro de 2020, na noite de hoje (19). O início do Flamengo não foi bom, com derrotas para o Atlético Mineiro (1 x 0) e o Atlético Goianiense (3 x 0), e o time só fez gol na terceira rodada, ao vencer (1 x 0) o Coritiba, último colocado.

VANTAGEM – O Flamengo tem ampla vantagem nos seis jogos mais recentes com o Grêmio, com cinco vitórias e um empate. No histórico do Campeonato Brasileiro unificado, será o confronto 71 e aí quem leva a melhor é o Grêmio, que em 70 jogos ganhou 29, enquanto o Flamengo venceu 21 e houve 20 empates, refletindo bem o equilíbrio. Em finais, o Grêmio foi campeão da Copa do Brasil de 97 derrotando o Flamengo, que venceu o Grêmio na decisão do Campeonato Brasileiro de 82.

DE VOLTA – A única mudança no time é a volta do goleiro Diego Alves, que cumpriu em Curitiba a suspensão automática pela expulsão em Goiânia. Ainda sem o substituto de Rafinha, que se desligou para jogar na Grécia, João Lucas, formado na base, será mantido, enquanto o chileno Maurício Isla não chega para assumir a lateral-direita. A expectativa é pela melhora de rendimento, principalmente de Bruno Henrique e Gabriel, que ainda não fizeram gol em três jogos. O único gol foi o de Arrascaeta.

MANTIDO – O time do Grêmio será o mesmo do primeiro 0 x 0 do Brasileiro 2020 com o Corinthians, na noite do último sábado (15), na Arena Grêmio, onde Diego Souza chutou fora o pênalti que poderia ser o da vitória. É o segundo jogo sem Everton, já incorporado ao Benfica, que vai fazer muita falta, como acentua o técnico Renato Portaluppi. A única vitória (1 x 0) do Grêmio foi na estreia com o Fluminense, vindo depois o 1 x 1 com o Ceará, em Fortaleza, e o 0 x 0 em casa com o Corinthians.

FLAMENGO – Diego Alves, João Lucas, Rodrigo Caio, Leo Pereira e Filipe Luis; Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel, artilheiro de 2019, mas há sete jogos sem fazer gol. O Flamengo fará o clássico com o Botafogo, domingo (23), às 11 horas, no Maracanã. Bom lembrar: em setembro, o Flamengo volta à Libertadores, com os dois primeiros jogos como visitante no Equador: dia 17, em Guaiaquil, com o Barcelona, e dia 20, em Quito, com o Independiente del Valle.

GRÊMIO – Vanderlei, Orejuela, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Mateus Henrique e Jean Pyerre; Alisson, Pepê e Diego Souza. O time permanecerá no Rio para o jogo do próximo domingo (23), em São Januário, com o Vasco, que joga amanhã (20), em Recife, com o Sport. Flamengo x Grêmio será apitado por Rafael Traci, da Federação Catarinense.

O OUTRO TIME do Rio que entra em campo hoje (19) é o Fluminense, que depois de 1 x 1 com Grêmio e Palmeiras, visita o Bragantino, com dois empates e uma derrota, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, a 88 km de São Paulo. Os times não se enfrentam desde 13 de julho de 97 e a vantagem é do Bragantino, que ganhou três dos oito jogos, enquanto o Fluminense venceu dois e houve três empates.

LIBERADO – Odair Hellmann volta à área técnica do Fluminense, liberado após testar positivo, o que o impediu de dirigir o time na vitória (2 x 1) sobre o Internacional, no último domingo (16), no Maracanã. Não há prazo para a volta de Fred, recuperando-se de problema muscular, e o time terá a mesma formação: Muriel, Igor Julião, Nino, Lucas Claro e Egídio; Yuri, Dodi e Michel Araújo; Nenê, Evanilson e Marcos Paulo. Bragantino x Fluminense será apitado por Jean Pyerre Lima, da Federação Gaúcha.

Imagem: Portal S4