Com a vitória por 2 x 1 sobre o Barcelona, em Guaiaquil, o Flamengo decidirá o primeiro lugar do Grupo A da Libertadores na próxima quarta (30), no Maracanã, com o Independiente del Valle, goleado (4 x 1) na noite de ontem (22), na Colômbia, pelo Junior Barranquilla, terceiro com 6 pontos. Flamengo e Independiente del Valle têm 9 pontos, mas o Flamengo precisa vencer porque está sem saldo de gol (7 a 7), e o saldo do Independiente del Valle, que ainda não havia sofrido gol, é de 8 gols (12 a 4).

BOM COMEÇO – O Flamengo decidiu o jogo da noite (22), no Estádio Monumental de Guaiaquil, graças ao bom começo. O gol de Pedro – nono em 24 jogos -, logo aos 6 minutos, deu confiança ao time e criou instabilidade no Barcelona, que sentiu a pressão. O Flamengo poderia ter ido além dos 2 x 0, depois do sétimo gol de Arrascaeta em 25 jogos, aos 26 minutos, mas não aproveitou boas chances.

GRANDE CHANCE – Com a volta dos titulares, que não puderam jogar na vitória (2 x 1) da noite de ontem (22) sobre o Barcelona, por estarem contaminados pela Covid-19, contundidos ou cumprindo suspensão, a chance de vitória do Flamengo aumenta na próxima quarta (23), mesmo ainda sem público no Maracanã. A vitória, por qualquer placar, deixará o Flamengo isolado na liderança com 12 pontos, restando apenas o último jogo com o Junior Barranquilla, também no Maracanã.

BEM MELHOR – O gol logo no início do jogo deu ao Flamengo o domínio amplo do primeiro tempo, embora não tenha aproveitado para ampliar ainda mais a vantagem, principalmente após o segundo gol, que deixou o adversário ainda mais intranquilo. O Barcelona voltou do intervalo com outra postura e o Flamengo sentiu o gol de Martinez, sofrido logo aos três minutos. Apesar da pressão, o Barcelona não teve força para empatar, e está eliminado, em último, após quatro derrotas.

SÓ DOIS –Mesmo com os jogadores evidenciando desgaste, o técnico do Flamengo não quis fazer além de duas mudanças no time que venceu (2 x 1) o Barcelona, na noite de ontem (22), no Estádio Monumental de Guaiaquil: Pedro, com cãimbra, pediu para sair e foi substituído por Lincoln, que outra vez não correspondeu, e Ramon entrou no lugar de Thuler, mas jogou na lateral-esquerda, passando Renê para a direita. Logo após o apito final, vários jogadores do Flamengo sentaram em campo.

FLAMENGO – Cesar, Thuler (Ramon), Rodrigo Caio, Leo Pereira e Renê; Arão, Gerson, Tiago Maia e Everton Ribeiro; Arrascaeta e Pedro (Lincoln). Técnico – Domènec Torrent. O Flamengo está tentando conseguir o adiamento do jogo com o Palmeiras, marcado para o próximo domingo (27), pela décima segunda rodada do Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque, em São Paulo, alegando que os jogadores ainda não se recuperaram da Covid-19, mas é pouco provável que a CBF concorde.

PRESSÃO FORTE – O advogado paraguaio Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol, acionou até o governo federal do Equador, diante da informação de que o Estádio Monumental de Guaiaquil, onde o Flamengo venceu (2 x 1) o Barcelona, na noite de ontem (22), seria interditado, depois que jogadores do Flamengo, infectados, haviam treinado na véspera. No entanto, a prefeita Cynthia Viteri, de 54 anos, negou qualquer problema, e o presidente da República, Lenín Moreno, de 67 anos, autorizou, através do representante do Ministério da Saúde.

Imagem: RODRIGO BUENDIA / POOL / AFP