RENATO SERÁ DEMITIDO SE O FLAMENGO PERDER AMANHÃ (30) O TERCEIRO JOGO CONSECUTIVO NO MARACANÃ. O ambiente interno piorou com a eliminação, que causou prejuízo superior a R$60 milhões, por não disputar a final da Copa do Brasil, além de ser impossível controlar a revolta dos torcedores. As críticas têm aumentado pela queda de rendimento da equipe, sem vitória nos últimos quatro jogos, em que só marcou três gols e sofreu oito.

MESMO ASSUMINDO A CULPA, Renato provocou ainda mais insatisfação ao tentar justificar a eliminação dizendo que “o Flamengo criou mais de 20 chances de gol, o que um time desorganizado, como pensam alguns, não consegue”. Renato tem sido muito criticado internamente pelo pouco conhecimento tático e por transferir para seu assistente Alexandre Mendes a maior parte dos treinos. “Renato gosta muito é de rachão” – resume um dos críticos mais contundentes.

TERCEIRO TÉCNICO DOS últimos 15 meses, após a saída de Jorge Jesus, cujo nome foi lembrado em coro pelos torcedores, durante a derrota para o Athletico Paranaense, Renato completará vinte e nove jogos amanhã (30), e das quatro derrotas que sofreu no Maracanã, o time só fez um gol no Fla-Flu do último sábado (23), perdido por 3 x 1. A goleada de 4 x 0 do Internacional e os 3 x 0 do Athletico Paranaense foram considerados vergonhosos.

RENATO ENTROU EM ROTA DE COLISÃO com o Departamento Médico do clube, ao reclamar em tom irritado, que a recuperação dos que se contundem é muito demorada, e que os jogadores voltam sem ritmo, como aconteceu com Bruno Henrique. O técnico tem procurado defender Gabriel, que chegou aos oito jogos sem fazer gol, antes e depois de ter sido convocado para as eliminatórias, mas também já é alvo de críticas internas e dos torcedores.

A UM MÊS DA DECISÃO DA LIBERTADORES, no jogo único do dia 27, no Uruguai, a preocupação do Flamengo aumenta nos aspectos técnico e financeiro. Os dirigentes não querem que a chance de ganhar o título, pela terceira vez, escape, o que representaria também mais de R$80 milhões que o clube deixaria de receber. Além disso, o interesse político da diretoria na vitória do candidato da situação, que poderia ficar sob muita ameaça com outro fracasso do futebol.

O FLAMENGO NÃO ESTÁ PRESSIONADO apenas pela obrigação de vencer o Atlético Mineiro, para manter o reduzido percentual de chance ao terceiro título brasileiro consecutivo, até hoje só conseguido pelo São Paulo (2006-07-08), mas também pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva. O Flamengo tem que liberar até o início da noite desta sexta (29) os 10% dos ingressos solicitados pelo Atlético Mineiro, que quer ter sete mil torcedores, amanhã (30), no Maracanã.

Foto: O Futebolero