Rogerio Ceni foi detonado na calada da noite, em nota simples e objetiva, divulgada no perfil do Flamengo no Twitter, às 2 horas e 46 minutos da madrugada de hoje, sábado, 10 de julho de 2021: “O Clube de Regatas do Flamengo informa que não continuará com Rogerio Ceni à frente do time principal. O Clube agradece pelos serviços prestados e deseja sucesso nos próximos desafios. No jogo contra a Chapecoense, a equipe será comandada por Maurício Souza”.

MUITA PRESSÃO – Os dirigentes do Flamengo sofreram pressão interna e externa para demitir o técnico, que estreou em 11 de novembro de 2020, no Maracanã, perdendo para o São Paulo por 2 x 1, em jogo da Copa do Brasil, e saiu após a derrota para o Atlético, também por 2 x 1, na noite da última quarta-feira (7), no Mineirão. Rogerio Ceni deixou o time em décimo segundo lugar no Campeonato Brasileiro de 2021, com 12 pontos em 8 jogos (4 vitórias, 4 derrotas).

TRÊS TÍTULOS – Entre 11 de novembro de 2020 e 7 de julho de 2021, Rogerio Ceni ganhou três títulos no Flamengo: campeão brasileiro de 2020, campeão carioca e da Supercopa do Brasil em 2021. Nos 45 jogos em que dirigiu o time, 23 vitórias, 11 empates, 11 derrotas, 86 gols marcados, 55 gols sofridos. Pouco depois que assumiu, mesmo com os dois primeiros títulos, passou a ser muito contestado e ofendido por torcedores, alguns até com palavras grosseiras.

RENATO GAÚCHO – Ao que tudo indica, Renato Gaúcho deverá ser anunciado como novo técnico. Mesmo quando estava no Grêmio, que o demitiu em abril, ele sempre disse ter vontade de treinar o Flamengo e a seleção brasileira. Como jogador, teve três passagens pelo Flamengo, entre 87 e 98, e só ganhou a Copa do Brasil de 90. Em 95, marcou o gol de barriga que entrou para a história do Fla-Flu, dando o título ao Fluminense no ano do centenário do Flamengo.

QUATRO MESES depois de ter sido demitido do Grêmio, por má campanha na Libertadores, Renato só teve proposta do Corinthians, mas preferiu continuar sem clube. Nos bastidores do clube, onde o clima estava muito tenso e agora deve acalmar com a demissão de Rogerio Ceni, o vice-presidente e o diretor de futebol são a favor, mas a contratação de Renato não conta com a simpatia do presidente, de acordo com algumas fontes rubro-negras credenciadas.

DEPOIS DE PERDER o Fla-Flu na Arena Corinthians por 1 x 0 nos minutos finais e de sofrer a segunda derrota consecutiva para o Atlético no Mineirão, o Flamengo volta amanhã (11) ao Maracanã para o jogo com a Chapecoense, que ainda não venceu e está em penúltimo com 4 pontos. O clube analisa se o novo técnico já assumirá no jogo de quarta (14) com o Defensa y Justicia, na Argentina, pelas oitavas de final da Libertadores, ou se apenas irá observar a equipe.

Foto: Metrópoles