Ainda bem que Flamengo e Diego Alves se acertaram, estendendo o contrato até dezembro de 2021, quando o goleiro já se mostrava bem desiludido com a posição irredutível do clube. Houve muitos pontos positivos na costura dos detalhes para a renovação, que todos os jogadores e comissão técnica queriam, pela reconhecida importância do valor do profissional. A bela frase de Diego Alves, após o acerto, resume bem a alegria do seu sentimento interior: “Fiquei onde meu coração queria”.

SEMPRE OUVI que “todo bom time começa por um bom goleiro”, o que Diego Alves tem mostrado ao longo de uma carreira em que se sobressaiu pela regularidade, ainda que as defesas de pênaltis, batendo recordes na Espanha, sejam ressaltadas como ponto alto de sua trajetória. Embora com virtudes que se sobressaem, tipo colocação, saídas sempre precisas do gol, reflexo e agilidade, vejo na simplicidade das defesas seu maior mérito, que consegue ao neutralizar os pontos fortes dos adversários.

A RENOVAÇÃO do contrato de Diego Alves deve ser recebida com alegria, não só pela segurança e pela confiança que inspira, mas porque os mais novos terão ainda muito a ganhar com seus ensinamentos e sua presença sempre muito positiva. Além de bom profissional, dos melhores na posição, entre tantos bons que vi, Diego Alves é um goleiro com brilho próprio. Simples, não tem pose de líder, mas exerce uma liderança que faz muito bem a todos do grupo com que convive.

Foto: Vavel