O líder Flamengo, cinco pontos à frente do vice-lider Palmeiras, que venceu (1 x 0) o Botafogo, terá que quebrar o tabu de nunca ter ganho do Atlético Paranaense, pelo Campeonato Brasileiro, na Arena da Baixada, em Curitiba, inaugurada em 20 de junho de 1999. Em 16 jogos, 11 vitórias do Atlético (32 gols) e 5 empates, com 11 gols do Flamengo.

A EXCEÇÃO – A única vitória do Flamengo sobre o Atlético, em Curitiba, foi na quarta-feira, 24 de agosto de 2011, quando passou, pela primeira vez, à fase internacional da Copa Sul-Americana. O gol foi de Ronaldinho Gaúcho, aos 28 do segundo tempo, depois de substituir Jael no intervalo. O técnico era Vanderlei Luxemburgo.

O TIME – Na noite da única vitória em Curitiba sobre o Atlético, a escalação do Flamengo teve Felipe, Alex Silva (Welinton), Gustavo e Angelim; Galhardo (Williams), Luis Antonio, Fierro, Botinelli e Renato Abreu; Negueba e Jael (Ronaldinho Gaúcho). O jogo foi apitado por Salvio Spínola, da Federação Paulista, e o técnico do Atlético era Renato Gaúcho.

COMO FICA – O Flamengo manterá a vantagem de oito pontos na liderança, caso vença o jogo deste domingo (13), sobre o Palmeiras, que soma 50 com a vitória sobre o Botafogo, e sobre o Santos, que voltaria à vice-liderança com 50 pontos, se ganhar do Internacional em Porto Alegre. Se o Santos empatar, o Corinthians encosta com 43 pontos, se vencer o clássico no Morumbi com o São Paulo.

PROVÁVEL – O técnico do Flamengo às vezes apronta surpresa, mas é de se esperar que mantenha neste domingo (13) a formação inicial da vitória (3 x 1) sobre o Atlético Mineiro, de tão boa que foi a apresentação do time: Diego Alves, Rafinha, Rodolfo, Pablo Marí e Renê; Arão, Everton Ribeiro e Gerson; Vitinho, Bruno Henrique e Reinier.

15 PENDURADOS – O Atlético Paranaense está com nove jogadores com dois cartões amarelos e não contará com o atacante Nikão, contundido. O Flamengo tem seis pendurados: Rafinha, Pablo Marí, Arão, Everton Ribeiro, Bruno Henrique e o suplente Piris da Mota. 

ENGASGADO – Em uma temporada favorável, iniciada com a conquista do campeonato carioca, o Flamengo pode terminar 2016 com o Brasileirão, que não ganha desde 2009, a Libertadores e o Mundial de clubes, que não conquista desde 1981. O Atlético está engasgado na garganta rubro-negra, ao tirar o Flamengo da decisão da Copa do Brasil.

O GRAMADO – O campo de jogo da Arena da Baixada tem as dimensões estabelecidas pela FIFA para a Copa do Mundo: 105 metros de comprimento por 68 metros de largura. Mas, além de ser o único de grama sintética do Brasileirão 2019, costuma ser molhado antes do jogo. Por isso, alguns jogadores sentem quando a bola gira mais que em outros gramados.

ARBITRAGEM – Atlético Paranaense x Flamengo é um dos três jogos deste domingo (13) com árbitro FIFA. Braulio Machado, da Federação Catarinense, apitará na Arena da Baixada. Raphael Claus, da Federação Paulista, estará no clássico São Paulo x Corinthians, e Luis Flavio Oliveira, da Federação Paulista, vai dirigir Atlético Mineiro x Grêmio.O quarto jogo da rodada com árbitro FIFA foi Palmeiras 1 x 0 Botafogo, que Anderson Luis Daronco, da Federação Gaúcha, apitou com muita correção na noite de ontem (12), no Pacaembu. Bom dizer: todos os três jogos do sábado tiveram o resultado final estabelecido no primeiro tempo: Palmeiras 1 x 0 Botafogo, Goiás 1 x 0 CSA e Fluminense 2 x 0 Bahia.
Foto: Torcedores.com