Foi oportuna a decisão do paraguaio Alejandro Domínguez, de 48 anos, presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, ao anunciar ontem (26) a antecipação do pagamento aos clubes que estão disputando a fase de grupos da Libertadores, entre os quais o Flamengo, atual campeão, e a segunda fase da Sul-Americana, caso do Vasco, que vai decidir a vaga com o Goiás, no jogo de volta em Goiânia.

O PRESIDENTE da Conmebol foi também muito feliz ao dizer que se preocupa com a saúde financeira dos clubes, daí a medida que adotou de liberar o montante de 245 milhões e meio de dólares. Os que estão na Libertadores terão o montante de 168 milhões e 300 mil dólares para dividir, algo em torno de 20 milhões de dólares para cada um, e os da Sul-Americana dividirão 47 milhões e 200 mil dólares. Com certeza, uma boa injeção de alívio.

COPA AMÉRICA -O presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol olhou também na direção das Federações e Confederações, contemplando-as com oadiantamento de 1 milhão de dólares, em virtude do adiamento da Copa América de 2020, que seria na Argentina e na Colômbia. Alejandro Domínguez adotou excelente postura, digna de reconhecimento, e arrematou a medida com boa declaração: “A Conmebol espera reduzir o impacto do momento”.

Foto: Divulgação