O FLAMENGO SÓ CONSEGUIU EMPATAR COM A LANTERNA CHAPECOENSE, e se complicou ainda mais, na tentativa de ser tricampeão brasileiro pela primeira vez, com o 2 x 2 da noite de ontem (8), em jogo que completou na Arena Condá, em Chapecó, a rodada com menos gols (14) da Série A de 2021. Com o empate, o Flamengo não saiu do 3º lugar e está a 11 pontos do líder Atlético Mineiro (54 a 65), e com menos 1 ponto que o vice-líder Palmeiras (55).

EVERTON RIBEIRO FOI EXPULSO aos 43 do segundo tempo, após pisar em Allan Santos, e será mais um desfalque no jogo de 5ª (11) com o Bahia, no Maracanã. O Flamengo abriu o placar aos 26, com o primeiro gol de Mateuzinho, desde que se profissionalizou, mas levou a virada da Chapecoense, com os gols de Kaio Nunes, aos 31 e aos 34. Michael, em grande arrancada, driblou o goleiro, estabeleceu o empate final aos 41 e é o terceiro artilheiro do campeonato com 10 gols, junto com Ytalo. Hulk e Yuri Alberto têm 11, e o artilheiro Gilberto, do Bahia, 12 gols.

A CHAPECOENSE jogou com 10 desde os 13 minutos do segundo tempo, quando Kaio Nunes foi expulso pelo segundo cartão amarelo, por falta dura em Everton Ribeiro. Já a expulsão de Everton Ribeiro, a segunda do Flamengo no atual campeonato, foi com cartão vermelho direto, por pisar em Allan Santos. Gabriel era, até então, o único expulso do time, na goleada (4 x 0) para o Internacional, quando saiu dizendo que “o futebol brasileiro é uma várzea”. E foi absolvido.

O FLAMENGO VOLTOU A NÃO APROVEITAR os jogos adiados para diminuir a vantagem de pontos do líder Atlético Mineiro. Dos 6 pontos fora de casa, só ganhou 2, ao ceder o empate (2 x 2) ao Athletico Paranaense, após fazer 2 x 0, e ao evitar a derrota, em outro 2 x 2, na noite de ontem (8) com a Chapecoense. Três pontos mesmo, só no 2 x 0 no Atlético Goianiense, na última sexta (5), no Maracanã.

TÃO RUIM QUANTO FICAR MAIS DISTANTE do tricampeonato, que só o São Paulo ganhou em 2006-07-08, é a influência negativa para a final da Libertadores, dentro de mais três semanas, com o Palmeiras. Ainda que sem alguns titulares, que poderão sentir a falta de ritmo, o Flamengo teve feito atuações ruins, e a da noite de ontem (8), em Chapecó, foi mais uma. A equipe não mostrou organização e tentou ganhar na base da individualidade.

O FLAMENGO RECLAMA DA MARCAÇÃO de impedimento de Gabriel, acenado pela assistente alagoana Brígida Ferreira, e mais ainda do árbitro Denis Serafim, também da Federação de Alagoas, por não ter deixado o atacante concluir a jogada, além de adverti-lo com cartão amarelo pela reclamação. O volante Willian Arão criticou: “Estamos brigando pelo título e escalam árbitro da Série B. Depois dizem que o Flamengo é favorecido”. 

BENEFICIADO POR ERROS DE ARBITRAGEM em alguns jogos, o Flamengo tenta agora encobrir as atuações ruins, como a da noite de ontem (8), no 2 x 2 com a Chapecoense, procurando transferir para o árbitro a culpa por outro resultado desastroso na reta final do campeonato. O Flamengo está deixando escapar um tricampeonato brasileiro, inédito em sua história de 126 anos, por decisões equivocadas na troca de treinadores, em que não suportou a pressão dos torcedores.

CHAPECOENSE 2 x 2 FLAMENGO, jogo 300 da Série A de 2021, concluiu a 30ª rodada, a que menos gols registrou (14), e o Brasileiro tem média de 2.19 gols por jogo, com o total de 657. O Flamengo tem o ataque mais positivo (54) e a defesa da Chapecoense é a mais vazada (52), após 18 derrotas e 12 empates. Já rebaixada à Série B em 2022, a Chapecoense fez o 14º jogo em casa, com 8 derrotas e o 6º empate. A única vitória (2 x 1) foi como visitante sobre o Bragantino.

Foto: CBF Dinho Zanotto / AGIF