Internacional ou Olímpia será o adversário do Flamengo, que se classificou com folga para as quartas de final da Libertadores, ao golear por 4 x 1 na noite de ontem (21) o Defensa y Justicia, quarto argentino eliminado, no estádio Mané Garrincha, em Brasilia. Renda e público decepcionantes: R$984.440,00 com 5.518 pagantes dos 18 mil ingressos liberados para a venda. Rodrigo Caio no primeiro tempo (1 x 1), Arrascaeta e Vitinho (2) marcaram os gols.

REPETECO – Se o Internacional eliminar o Olímpia, na noite de hoje (22), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre – 0 x 0 no primeiro jogo, no Paraguai -, as quartas de final com o Flamengo serão repeteco da Libertadores de 2019, em que o Flamengo se classificou com 2 x 0 no Maracanã e 1 x 1 na Arena Beira Rio. Flamengo x Inter ou Olímpia, pelas quartas de final, será entre 11 e 20 de agosto, e  o vencedor disputará as semifinais com Atlético Mineiro ou River Plate. 

77 VITÓRIAS – Flamengo 4 x 1 Defensa y Justicia foi o jogo 144 do Flamengo na Libertadores, com 77 vitórias, 32 empates, 35 derrotas, desde o primeiro, em 3 de julho de 1981, 2 x 2 no Mineirão com o Atlético. O Flamengo completou 13 jogos sem perder, com a oitava vitória na noite de ontem (21), e cinco empates. A última derrota foi por 5 x 0 para o Independiente del Valle, no Equador, na noite de 18 de setembro de 2020, quando o técnico era Domènec Torrent.

1 ANO, 4 MESES, 10 DIAS – O tempo do último jogo do Flamengo, com público, antes da pandemia, na vitória sobre o Barcelona, do Equador, por 3 x 0, gols de Gustavo Henrique, Gabriel e Bruno Henrique, na noite da quarta, 11 de março de 2020, no Maracanã: R$4.411.842,50 (58.100 pagantes, 63.426 presentes). Bom lembrar: o lateral Rafinha, hoje no Grêmio, e o meia Gerson, hoje no Olympique Marselha, eram titulares. Nos 47 jogos do Flamengo sem público, 30 vitórias, 8 empates, 9 derrotas.

BOM RETORNO – Rodrigo Caio reapareceu bem, e com boa impulsão, após escanteio de Everton Ribeiro, marcou seu sexto gol, quarto de cabeça, aos 9 minutos. Os erros do meia Diego, atrasando mal a bola, e do goleiro Diego Alves, chutando sobre o meia Loaiza, que fez o gol sem querer, estabeleceram o 1 x 1, depois que Bruno Henrique, com bom retorno, acertou a trave aos 15, e Arrascaeta, em cobrança de falta, mandou no travessão aos 24.

DOMÍNIO TOTAL – Após o intervalo, o Flamengo continuou dominando e chegou aos 4 x 1 com o belo gol de cabeça de Arrascaeta, aos 21, na volta da bola de Michael no travessão. O gol 37 em 121 jogos do meia uruguaio. Vitinho entrou aos 35, fez o terceiro gol, de canhota, aos 38, e fechou a goleada aos 49, finalizando no contrapé do goleiro Ezequiel Unsain, dos poucos que se salvaram no time argentino. Arrascaeta, Michael e Vitinho, que 23 gols em 160 jogos, tiveram atuação destacada.

83% DE PRECISÃO – O Flamengo acertou 559 passes, com 83% de precisão, bem acima do Defensa y Justicia, com 298 passes certos, e precisão de 76%. Dos 28 chutes do Flamengo, 9 foram na direção do gol e 4 convertidos. Das 20 faltas marcadas pelo árbitro chileno Roberto Tobar, com boa atuação, 14 foram cometidas pelo time argentino. Diego, Everton Ribeiro e Gabriel foram os advertidos com cartão amarelo. 

DIEGO ALVES, Isla (Mateuzinho), Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Felipe Luis; Willian Arão, Diego, Everton Ribeiro (Michael) e Arrascaeta; Gabriel e Bruno Henrique (Vitinho) – o Flamengo da terceira vitória consecutiva do técnico Renato Gaúcho, com 10 gols marcados e 1 gol sofrido. Sexto com 18 pontos – menos dois jogos -, o Flamengo volta domingo (25) ao Maracanã para o jogo da décima terceira rodada do Brasileiro com o São Paulo, décimo sexto com 11 pontos.

Foto: Ao Vivo de Brasília