O reinício do Brasileirão 2019 teve um registro muito especial, que ainda não havia acontecido nas nove rodadas antes da pausa para a Copa América. Com os 6 x 1 no Goiás – maior goleada do atual campeonato -, o Flamengo fez mais gol que a soma, na décima rodada, dos outros seis primeiros colocados: Palmeiras (1), Santos (1), Atlético Mineiro (2), Internacional (0), Botafogo (0) e Goiás (1). O Flamengo (21 gols) ultrapassou o Palmeiras (19), agora só com a defesa menos vazada (3).

99 JOGOS, 227 GOLS – Concluída na noite de ontem (15), com Fluminense 1 x 1 Cearáa décima rodada teve 22 gols, impulsionada pelos 6 x 1 do Flamengo, porque três jogos terminaram só com um gol, além de um 0 x 0. Em dez rodadas, 227 gols em 99 jogosmédia de 2.29 gols por jogo, mas é bom lembrar que ainda falta o Corinthians x Goiás, adiado da sétima rodada, e sem a nova data anunciada. O lanterna Avaí, único sem vitória, é também o que menos contribuiu, com apenas 4 gols em 10 jogos.

GOL MAIS RÁPIDO – O Brasileirão 2019 também recomeçou com outra marca, a do gol mais rápido, que Everaldo fez de cabeça aos 26 segundos, na Arena Condá, onde a Chapecoense levou a virada (2 x 1) do Atlético Mineiro, no segundo tempo. O gaúcho Everaldo Stum, 1,81m, destro, havia completado 28 anos nove dias antes, nascido em 5 de julho de 91 em Garibaldi. É vice-artilheiro com cinco, a dois gols de Gabriel, do Flamengo.

OS MANDANTES – A soma dos empates (21) e das vitórias dos visitantes (22) fica bem abaixo do nível superior dos times mandantes, que ganharam 56 dos 99 jogos disputados no Brasileirão 2019. Não à toa, costuma-se dizer que o fator campo é decisivo na maioria dos jogos. Os números têm confirmado.

O ÚLTIMO INVICTO – O vice-líder Santos, agora só a três pontos do líder Palmeiras, e com apenas menos uma vitória, foi o primeiro a ganhar do Bahia, em Salvador. Uma vitória chorada, muito chorada, nos minutos finais, gol de pênalti, que o goleiro Douglas defendeu no canto direito, mas deu rebote que o uruguaio Carlos Sanchez não deixou de aproveitar, e o argentino Sampaoli, de comemorar, sempre muito agitado na área técnica.

UM TEMPO SÓ – Fluminense 1 x 1 Ceará, da noite de ontem (15), no Maracanã, foi o vigésimo jogo que só teve gol no primeiro tempo, tal como na terceira rodada – Palmeiras 1 x 0 Inter, Bahia 1 x 0 Avaí, Vasco 1 x 1 Corinthians e CSA 0 x 0 Santos – e outros quatro na oitava rodada, a que bateu o recorde de 0 x 0, em Cruzeiro x Corinthians, Ceará x Bahia, Avaí x São Paulo e Fluminense x Flamengo, que desta vez não foi Fla-Flu porque o mando de campo era do Fluminense.

SÓ RESTA UM – Em dez rodadas, só o Goiás ainda não empatou, mesmo que tenha menos um jogo a disputar com o Corinthians. O Goiás ganhou 5 e perdeu 4, mas nem quer lembrar do domingo no Maracanã, onde sofreu a maior goleada do Brasileirão 2019. Igual ao Goiás, com 5 vitórias e 4 derrotas, o Botafogo empatou pela primeira vez, sem chegar ao gol. Foi seu primeiro 0 x 0, o segundo do Cruzeiro.

QUASE ABSOLUTO – O placar mais registrado nos 99 jogos do Brasileirão 2019 foi 1 x 0, em 25 jogos. O segundo, 2 x 1, em 21 jogos. Mais próximos, 1 x 1 em 12 jogos e 0 x 0 em 10. Em quinto, 3 x 1, em apenas cinco jogos. 3 x 2 e 4 x 0 estão iguais, em quatro jogos. E a lista dos dez mais é completada com outro empate: 3 x 0 e 4 x 1, em dois jogos, com os cariocas envolvidos:  Atlético Paranaense 4 x 1 Vasco e Fluminense 4 x 1 Cruzeiro, e Santos 3 x 0 Vasco e Atlético Paranaense 3 x 0 Fluminense.

Foto: Photopress